segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Filho, aprenda a desistir. Sei que parece o conselho errado de um pai dar para o seu filho. Mas, tenho certeza de que não se trata só de perseverar, de se agarrar tenazmente a algo ou alguém. Às vezes, ser feliz requer de nós a capacidade de desistir, de abrir mão, de desapegar-se. Às vezes, o jeito mais fácil de perder algo ou alguém é querer possuir, persistir para além da razoabilidade. Filho, para aprender a perseverar é preciso aprender a, sabiamente, desistir. Não se pode ter e ser tudo para todos. Escave dentro de si mesmo a resposta à pergunta: do que ou de quem não sou capaz de desistir? E a partir da resposta construir toda a sua perseverança e todo o seu desapego do que não lhe é fundamental. É isso, filho. O que me motiva a te escrever é uma vontade enorme de lhe ver feliz. E que você possa entender um pouco de por que sou como sou. Filho, to aqui te esperando, pra cada dia te amar mais e mais!

BOA NOITE!!

Nenhum comentário: