sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Apegos e desapegos!!

É muito dificil reconhecer nossas proprias fragilidades, fraquezas e sensibilidades por medo das pessoas nos olharem com pena, com ranço de julgamento e às vezes até com um certo pré conceito... 
Falo isso pois já vivi muitas situaçoes na vida e em todas elas necessitei ser forte, necessitei demonstrar, em muitas vezes, algo que dentro de mim era totalmente o oposto. 
Atualmente, tenho tomado consciencia de minhas limitações, ainda mais, e das minhas fraquezas e sensibilidades, para que eu possa aprender com elas e, verdadeiramente, ser quem eu realmente sou, sem máscaras, sem fingimentos e dissimulações.
E diante disso, tenho percebido meus apegos para lidar com os desapegos, coisa que é muito dificil para mim, pois sou uma pessoa que se apega muito fácil, e desapega com muita dificudade, por medo de ficar ainda mais sozinho que ja sou e estou.
Os apegos são diversos em minha vida, apego a pessoas que hoje, ja nao sou mais apegado a pessoas, mas tenho uma fragilidade no apego, pois como me apego facilmente tenho um medo tremendo de me aproximar do outro, o que causa ainda mais a minha solidao, pois há um medo de se sentir abandonado em meio aos apegos humanos, apegos sentimentais e emocionais, como constantemente ja aconteceram em minha vida.
Esses apegos eram constantes, e por fim acabavam me interpretando erroneamente e isso me frustrava e frustra muito, pois a minha carência, como disse no post anterior, faz me apegar ainda mais as pessoas e as coisas que a vida me apresenta.
O desapego não algo fácil pra mim, apesar que atualmente nao tem sido muito uma escolha desapegar-se, pois a própria vida se encarregou de fazer com que eu me desapegue de outrem, sendo deixado de lado, abandonado, e muitas vezes, pra nao dizer sempre, ser lembrado pelos outros somente quando precisam de mim para alguma coisa que eu seja capaz.
O sentimento que estes apegos e desapegos deixaram foram da inutilidade, sentimento da nao serventia, o que tem me feito refletir muito nos últimos meses, tenho tentado entender pra que vivo, pra que fim??? Até então nao encontrei resposta... pois a vida que cheguei tem sido muito cruel, onde as pessoas te interpretam seu falar e seu agir da maneira que elas acham, mas la no nosso interior, só nós sabemos o que se passa, sabemos a autenticidade de nossos valores...
Esses desapego pleno que a vida me impos fez me crer que nao tenha muito valor autentico, tenho buscado descobrir qual o meu valor, mas, ainda assim, está difícil encontrar um valor real pra minha vida, pra tudo que sou, um valor agradavel, pois percebo que possuo valores, mas aos meus olhos nao sao valores agradáveiis, mediante minhas conclusões... Vivo um constante questionamento sobre minha vida, sobre o que vivencio, pois a cada dia sinto que a vida tem perdido, pra mim, o seu verdadeiro sentido, perdido a vontade,  a esperança... Hoje apenas vivo... sem apegos e desapegando de mim mesmo, sem criar expectativas com o que pode vir, pois nao tenho recebido nada agradavel nesses 35 anos, e percebo que isso perpetuará ainda mais em minha vida...

Nenhum comentário: