Pular para o conteúdo principal

Vinte um anos idos...

Estou em rolando para escrever esse post ja ha uns 03 meses...
Sempre fui um menino muito religioso... religioso no sentido de ir à igreja, cumprir minhas obrigações, assumir inúmeras responsabilidades, formar opiniões... desde meus tres anos de idade (ao menos que me lembre) minha mae sempre me levou às missas, nao faltava um domingo, era uma obrigaçao, e atraves dessa obrigaçao acabei pondo gosto e adentrei em determinados assuntos, quando tinha 13 anos de idade devido a um fato que me aconteceu, meio que minha mae obrigou a ir a grupos de jovens, ja que meu irmão mais velho sempre ia, fui a um encontro lembro como se fosse hoje em 03 e 10 de julho de 1993 chamado Seminário de Vida no Espírito Santo do movimento da RCC (Renovação Carismática Católica) e no sabado da frente fui ao 6º Hallel em Franca/SP - lembro que me encantei/apaixonei pela minha igreja que até entao conhecia somente as missas, vi momentos fervorosos de oraçao, músicas de diversos estilos, senti-me em casa, dai começou meu caminhar e aprofundamento nas coisas de Deus...Nisso comecei uma longa jornada de mudança pessoal, de encontro com Cristo, comigo mesmo e com as pessoas... era um menino introspectivo (#bemaspie), ainda sou um pouco, mas era bem mais... nao tinha amigos, era totalmente um bicho do mato, dificil de lidar... e fui me transformando e conhecendo a arte de aprender, ler, formar-me etc. nisso, uma parte de minha vida foi sendo sufocada, deixada de lado por mim... e ate entao nao me incomodava. Passei 6 anos sem abrir a boca dentro de um grupo de oraçao, so abria pra cantar quando me chamaram pra tal ofício no grupo... passados os 06 anos comecei a pregar e percebendo que o timido, quieto introspectivo, tinha mais conhecimentos do que imaginavam comecei a ganhar um respeito que até hoje o possuo dentro e fora da igreja... passei por vários ministérios (música, pregação, intercessão, acolhida, secretaria e por fim coordenação). Acho que me chamavam, elegiam pra coordenar qualquer coisa, quando na estava na coordenação, estava indiretamente ligado a ela... foram anos que me forjaram, me formaram, me converteram, sabe Deus onde estaria hoje... se é que estaria vivo... E foi chegando à coordenação que muitas coisas começaram a mudar em minha vida, foi quando comecei a me perceber solitário, apesar de ter muitas pessoas a minha vida, a ter amigos e "amigos", só que minha inocência era muito grande pra perceber muitas coisas, ou era muito idiota mesmo...Vi, senti, escutei, chorei, ri, vivenciei coisas que só Deus!!! Suportei, vacilei, cai, levantei... Fui condenado, julgado, sentenciado, perseguido... e mesmo assim sempre amei e amo aquilo que faço/fiz... Idos quase 21 anos, fiz a escolha, ou melhor A DE CISÃO, a quebra, a ruptura com tudo isso... Hoje não sou mais, fisicamente, carismático, até porque depois de 20 anos meio difícil deixar tudo e também há princípios que são eternos pra vida. Tomei tal decisão não por mágoas, não por querer cair no mundo, ou por isso ou por aquilo, SIMPLESMENTE que já estava mais que na hora de, como me disseram uma vez: "NÃO SER PEDRA NO CAMINHO", ou então de ser simplesmente mais um sem gana, sem paixão... Estou já há quase 03 meses sem ir a grupos... e quando me perguntam onde estou indo e respondo a nem um lugar, algumas pessoas ficam chocadas, tipo como pode, ou então por que? está magoado ferido etc...Não apenas uma decisão tardia, de algo que venho protelando há anos!! E como estou em uma fase bem, sem intriga, sem polêmica, preferi do que ter uma fase ruim ou acontecimento ruim!!! Ja que vivencio uma vida solitária, vamos ser realmente solitario...

Faria 21 anos... a maioridade!! ou a LIBERDADE!! de ir e vir!!!



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…