Pular para o conteúdo principal

Família...

HOje a Igreja Católica celebra solenemente a Sagrada Família, e como um bom cristão eu fui à missa, aliás cheguei a poucos minutos, com um ponto de interrogação na cabeça...
Hoje na homilia o padre falou algo que mexeu comigo, alias me fez lembrar de uma situaçao... Em seus comentários hoje falou sobre a família, sobre como ser, o respeito e tal... ate ai tudo bem, ate que ele começou a dizer o exemplo de famílias que temos hoje: pais e filhos, pai e filhos, mae e filhos, pai e filhos com mae e filhos (2ªuniao), essa última foi a que deixou uma grande interrogaçao em minha cabeça, como pode a igreja aceitar casais de segunda uniao? casais em que a propria doutrina considera como em estado de pecado, entao como nao aceitam casais homos? Nao que eu queira que aceitem, mas que justiça seja feita, se um nao pode por ser considerado pecado, no caso homossexuais, entao casais de 2ª uniao deixou de ser pecado?
Fiquei me kestionando a missa toda, quase ao final fui ate o sacerdote questioná-lo, mas preferi ficar na minha e me desabafar no meu blog, fiquei inconformado com isso, pois alguns sites em que procurei o significado de família, constava claramente homem, mulher e filhos. e no caso dos filhos terem perdido seus pais, nao sao familia mais???
 De repente me senti como um protestante dentro de mim questionando a fé, a doutrina, as aceitações e os erros!!

Na internet achei isso:

Designa-se por família o conjunto de pessoas que possuem grau de parentesco entre si e vivem na mesma casa formando um lar.

  • Família monoparental: composta por apenas um dos progenitores: pai ou mãe. Os motivos que possibilitam essa estrutura são diversos. Englobam causas circunstanciais (morte, abandono ou divórcio) ou ainda, a decisão (na maior parte dos casos, uma decisão da mulher) de ter um filho de forma independente.
  • Família comunitária: nesta estrutura, todos os membros adultos que constituem o agregado familiar são responsáveis pela educação da criança.
  • Família arco-íris: é constituída por um casal homossexual (ou pessoa sozinha homossexual) que tenha uma ou mais crianças ao seu cargo.
  • Família contemporânea: é caracterizada pela inversão dos papéis do homem e da mulher na estrutura familiar passando a ser a mulher a chefe de família. Abrange a família monoparental, constituída por mãe solteira ou divorciada.
 Fico na dúvida, deixei um post no face pra ver o que responde sobre o que é ser família, ou qual conceito de família...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…