Pular para o conteúdo principal

Materia do Paroquiano - setembro/12



E por que não falar de sexo???

Já falamos do ser jovem nos dias atuais, da internet, do ficar, do namoro cristão, e ai vem a pergunta: ... e por que não falar de sexo???
Estamos vivendo em uma era que tudo que vemos por ai é o abuso da veiculação da sensualidade, hoje as coisas têm se tornado precoce. Tudo que vemos e ouvimos nos levam, tendenciosamente, ao sexo. Às vezes de forma bem declarada e na maioria das vezes sorrateiramente, ou seja, disfarçadamente.
Precisamos entender que a sexualidade não deve ser desvinculada de afetividade porque o seu mais nobre propósito é expressar amor. Sexualidade é “o conjunto dos fenômenos da vida sexual” (Dicionário Aurélio Século XXI). Biblicamente, a sexualidade é uma das mais poderosas dádivas divinas e situa-se no centro da personalidade humana.
Antes de julgar se sexo é bom ou mau, precisamos saber quem o criou, com que finalidade ele foi criado e o que devemos fazer para tornar a sexualidade um relacionamento prazeroso. A sexualidade envolve o que há de mais íntimo na vida do ser humano. Teoricamente, a sexualidade assim como a conhecemos, inicia-se juntamente à puberdade ou adolescência, o que deve ocorrer por volta dos 12 anos de idade. Entretanto, em prática, sabemos que não se configura exatamente desta forma, dependendo do modo como é usufruída, ela tanto pode produzir resultados positivos quanto negativos, seja na área biológica, sociológica, psicológica ou espiritual.
No século XXI é desafiador quanto aos padrões bíblicos de pureza moral. As pressões de grupo e, principalmente, a força da mídia, empurram o indivíduo para a aceitação da promiscuidade ou formas “antibíblicas” de vivenciar a sexualidade. A sexualidade é uma das mais poderosas dádivas divinas e influencia nossa personalidade. Somos e fazemos e fazemos qualquer coisa como homem ou mulher, ou seja, como seres sexuais. Biblicamente, a sexualidade foi estabelecida para a liberdade.
            A sexualidade foi concedida para encontrarmo-nos significativamente uns com os outros e, nesses encontros, refletirmos nossa união com Deus. Ela não foi concedida para o prazer egoísta. Na verdade, quanto mais buscamos o prazer fora de Deus, mais sentimo-nos frustrados.
Muitas vezes se confunde o conceito de sexualidade com o do sexo propriamente dito. Cabe a cada um decidir qual o momento propício para que esta sexualidade se manifeste de forma física e seja compartilhada com outro indivíduo através do sexo, que é apenas uma das suas formas de se chegar à satisfação desejada. Sexualidade é uma característica geral experimentada por todo o ser humano e não necessita de relação exacerbada com o sexo, uma vez que se define pela busca de prazeres, sendo estes não apenas os explicitamente sexuais.
            Por isso, nos dias de hoje é necessário ter com nossos jovens um, bom e aberto, diálogo, pois se não há diálogo de pais com os filhos, explicando, impondo limites, orientando etc. o mundo provavelmente lhe ensinará, e esse ensinar, não será da melhor maneira!  Não podemos cair na vergonha, no medo de conversar sobre o assunto com nossos jovens, filhos, enteados, sobrinhos, afilhados etc., pois no ambiente em que estão inseridos essa vergonha e medo não existe, muito pelo contrário, e cabe aos mais experientes nortear os nossos atuais jovens, para que não se percam em sua sexualidade.
O sexo é bom e santo quando exercido no contexto apropriado. Mas o sexo não é tudo na vida. Jesus deve ter o primeiro lugar em nossa vida. Ele nos guia nas decisões, antes e depois do casamento. E como dizem nossos jovens: #ficaadica: E por que não falar de sexo??



ZIMA
Josimar da Silva

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…