Pular para o conteúdo principal

Meu último final de semana...


Um pouco atrasado pra postar, mas eis meu último final de semana e inicio do mes de maio...




Terminei de ler o livro O curioso caso dos quatro(GLS), muito bom por sinal caso alguem o queiro o tenho como e-book. e Terminei também de assistir a série Kyle XY: ( Um Jovem de 16 anos que acorda numa floresta á beira de Seattle, nu e sem lembrança de sua vida. Ele é como um bebê em sua flata de conhecimento da vida social humana. Essa série acompanha a vida de Kyle enquanto ele tenta decifrar os mistérios que o rodeiam...) Uma série que nos leva a questionar alguns pontos de nossas vidas. Fora algumas frases marcantes como: "Nossa realidade é apenas uma cópia imperfeita do mundo das ideias que é o mundo perfeito e imutável." Entre tantas outras...




Estou passando por um período de muita reflexão pessoal, como sou muito racional e pensante, estou pensando em tudo ultimamente, até entao nao sei o por quê, sempre que passo por períodos assim, alguma decisão tenho que tomar em breve, é como se já me precavesse por algo que está a acontecer... mas, deixarei isso pra mais tarde, quando realmente precisar decidir algo em minha vida. Só preciso por pra fora um pouco desses sentimentos que venho guaradando dentro de mim...


Sexta fui a noite com um amigo a uma boate gls, e percebi que precisava desse momento, de estar no meio de semelhantes, agir com naturalidade, sem o peso do pré conceito, sem as ideologias que encontramos por ai. Apenas fiz o que se faz nesses lugares... rsrs dançar... e percebi o quão solitário sou... bateu um misto de alegria e tristeza ao mesmo tempo, pois percebi que por mais que seja eu nao sou rsrsrs(confuso!!!) fora o sentimento de inveja de ver os casais...

No sábado fui pro seminario, onde participo como formador, fui convidado a ir a um aniversário, até gostaria, mas devido a escassez financeira, e tambem por ter compromisso no domingo de manhã, fiquei assistindo filmes, peguei uma nova serie (Dante Cove's) alem de deparar-me comigo mesmo, com minhas realidades internas e profundas, percebi que em nem um momento da minha vida me admirei pelo que sou ou como sou... lembrei de tudo que já passei, que enfrentei, todas as frustrações, decepções etc.

No domingo de manhã fui fazer a palestra, o compromisso que tinha, fui falar um pouco sobre SANTIDADE. Quanta responsabilidade, pois meu conceito de santidade está muito diferente do que era há uns 4 anos. Mas foi um momento muito bom, fazia tempo que não me sentia bem falando de Deus., sentia um pouco de saudade dessa sensação. e vi que as coisas tem sempre que partir da gente, nao podemos ficar esperando pelos outros. A tarde estava quase me resolvendo ir ao aniversário, mas preferi continuar no meu mundo alternativo, refletindo um pouco mais sobre a vida... além de me encontrar decepcionado com algumas pessoas que estariam nesse tal aniversário, fiquei estudando mais um pouco... Meu coração está ardendo, mas nem sei ainda o por quê, é como se estivesse sentido algo de antemao. Uma vontade de ficar quietinho no meu canto, chorar um pouco...


Cadê meus amigos??? Cadê aqueles que diziam/dizem me amar??? Que admiram etc... Cade esse povo?? Pra onde foram? Se é que existem ainda, ou existiram... acho que nao passa de utopia... Esse fim de semana foi ímpar, de por pra fora as feridas que há muito venho guardando...Precisa me expor pra mim mesmo... quanta coisa, quanta casca de feridas... Fora a saudade que de repente bateu, no sábado fez 16 anos que meu pai faleceu... parece que foi ontem...


Mas, mesmo diante de tudo isso ainda estou firme, até quando??? Prefiro nem pensar pra não sofrer ainda mais. Sei que essa constante (SOLIDAO) é algo que me acompanhará por um longo tempo...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…