Pular para o conteúdo principal

Amigos

Tenho um hetero “amigo” que temos nos tornado bons amigos... Amigos mesmos. Tenho aprendido com ele o que é ser humano, o verdadeiro sentido da amizade... Não sei até quando irá... Mas sei que tem feito a diferença para não me afundar ainda mais na depressão.
Todo dia a pessoa dá um jeito de conversar comigo pra saber como estou, é muito engraçado isso, pois nunca se importaram com minha pessoa, sempre tive que cair e levantar diante das situações sozinho, sem ninguém ao menos perguntar e ai???
Só temo que as pessoas venham a difamar, como em muitas outras vezes em que por medo, inveja ou sei lá o que, as pessoas maldaram das amizades que criava. Eu queria entender isso... Por que as pessoas acham que duas pessoas diferentes não podem se aproximar... Pior né... Quando nos aproximamos de pessoas iguais ai que maldam ainda mais da gente... Conheço várias pessoas que possuem as mesmas tendências que eu e são... É melhor não definir, pois não serei leve nas palavras... Pessoas que se escondem atrás de atitudes fóbicas, pré conceitos entre outras coisas.
Hoje ao rezar, ainda rezo viu gente... Mesmo sendo diferente..., e comecei a relembrar alguns amigos que passaram alguns que deixaram marcas, umas boas e outras nem tanto, que foram calejando meu coração de tal modo que hoje sou como sou em relação às amizades... Último “AMIGO” que tive... Que se dizia hetero... Em um determinado momento teve uma crise de ciúmes, que deu no que deu... Um ciúme doentio... A ponto de querer e fazer as mesmas coisas que fazia... Ate hoje não entendo o motivo de ter passado tantos “amigos” e nem um ter permanecido... Devo ter algum problema em relação a tal tipo de relacionamento...
Se alguém tiver o Catecismo da Igreja Católica dê uma lida nos parágrafos 2357 ao 2359 – “amizade desinteressada”... Esse é um termo que sempre trago em meu coração... Tento, pois sou humano como todo mundo, passível de errar e de ser tentado e também provado.
Ser amigo é saber tudo sobre mim/ti e mesmo assim ser seu amigo...
Alguns que passaram deveriam saber disso, aprender isso... Vivenciar isso...
Não quero que aconteça como a canção de Roberto Carlos que diz: quero ter um milhão de amigos... Não!!! Eu quero ter apenas um, desde que ele saiba tudo sobre mim, minhas fraquezas, chatices, medos, qualidades, defeitos, tendências, pecados etc. e mesmo assim continuar sendo amigos...
Vai pra você GRANDE... Obrigado pela sua amizade e preocupação com minha pessoa... VLW!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…