Pular para o conteúdo principal

IN MEMORIAN...


LESSIE sentiremos saudades...


Bom, eu tenho dois cachorros, aliás minhas sobrinhas têm, mas acaba sendo mais meus do que delas... O BOB e a LESSIE... ambos viralatas, mestiços com algumas raças... O Bob a gente nao se dá muito bem não, ele é muito molecão sem falar que bravo e brinca de morder, coisa que odeio, fora as travessuras que ele apronta... acaba com tudo que vê pela frente, tudo que vê tem que morder...Bom mas o que venho dizer aqui é sobre a minha amada Lessie; amiga, companheira, ouvinte etc, amo ela, quando minha sobrinha a encontrou a nossa primeira atitude foi a de não querer a tal cachorra, mas ela conseguiu nos conquistar com seu jeitinho tão meigo, educada... sabe aquela cachorra em que parece mais humana que a gente, então, essa era a Lessie... ela tinha uma queda por mim, rs, e eu por ela claro... só que veio a falecer ontem de manhã, quando sai pra ir trabalhar estava na porta de casa a espera de um agrado meu, pois era o único que estava em casa ainda e brinquei com ela, acarinhei e fui embora trabalhar, ela estava adoentada... pegou uma doença inexplicavel... eu acho que foi desgosto, pois ha um mês ela tinha dado cria a 06 filhotes e eles vieram a falecer um a um sobrando apenas dois... minha mae chegou do PIC e a viu amuadinha no canto foi la ver como estava e nao estava nada bem... estava soh esperando alguem de casa chegar... e faleceu!!! Liguei em casa na hora do almoço e minha mãe não quis me dizer que ela havia falecido, fiquei sabendo só a tarde quando estava saindo pra faculdade... ate estranhei... pois sempre que chego em casa ela eh a primeira que vem ao meu encontro pular pra receber um agrado... quando estava saindo pra faculdade perguntei onde estava ela e minha mae falou, assim na lata, doeu... como doeu... ela era minha amiga de todas as horas... na fase em que estava com minha depressao no topo, foi com ela que me amparei...

Quando voltei da faculdade foi caindo a ficha... quem iria me esperar no portao a noite quando chegasse da faculdade... quem iria, escondido, entrar em meu quarto e ficar deitado aos meus pés enquanto digitava no pc... quem irá latir quando algum estranho chegar em casa, pois o bob não late apenas morde mesmo até os donos se deixar... A Lessie era brava, mas era tão delicada, tão amável, tão meiga... fiquei lembrando os momentos em que estivemos juntos, os momentos em que brincávamos, até as vezes que ficavamos bravo com ela... ela era uma cachorrinha vira-lata misturada com a raça fox paulistinha... pequena, porém grande, pois todos tínhamos um grande amor por ela... Tenho uma lembrança dela que nunca esqueço... uma noite havia alguem querendo entrar no quintal, pra quê não sei, mas a pessoa ou as pessoas tentaram e permaneceram na frente de casa e ela ficou a noite toda rondando a casa latindo, protegendo-nos a gente... lembro que ia no fundo de casa e na frente não parava... e latindo querendo nos chamar a atenção e vermos o que era e principalmente ficarmos de sobreaviso. Era na verdade um casal de namorados que estavam na porta de casa... mas enquanto nao amanheceu ela nao aquietou... enquanto nao viu todos acordados, ela nao parou... quando lembro dela as lágrimas vêm aos olhos... era muito apegado a ela... ela não obedecia ninguem mais quando eu estava perto... somente ao meu pedido... Da foto ela é a de cara marron... ela era sempre feliz... o negão é o bob... o chato... irritante... rs mas o amo também...
Sei que ela irá fazer muita falta... apego-me demais aos meus amigos, mesmo que sejam animais irracionais, apesar de achar que ela era racional, pois tinha atitude que parecia que advinhava o que pensava ou o que estava sentindo...
Agora fica a saudade... Não choro de tristeza não, mas de alegria por ter podido te-la como estimaçao e por todo apoio que ela me deu nos momentos de muita dor, tristeza e sofrimento que passei... Tinha dia que nao tinha vontade de levar da cama tamanha a tristeza que eu passava... ai ela vinha ate meu quarto e começava a latir, enquanto nao levantava da cama ela nao sossegava... Hoje entendo o porque nao queríamos um cachorro... nos apegamos muito a eles... minha mãe está até doente, creio que seja emocional... mas iremos passar mais essa perda... que considero mais uma conquista... de uma grande amiga.
Sei que no céu não há cachorros, pois cachorros nao têm alma, dizem... até que provem o contrario... apesar de achar que sao seres repletos de alma... mas mesmo assim rezo por ela e agradeço a Deus pelas alegrias que pude ter junto com ela...

Comentários

Elaine disse…
Olá!
Nem precisa dizer que ganhou meu coração, né?
E sabe, sei não se no céu não tem cachorro, viu? Dizem que lá tem tudo o que é bom e a gente ama/gosta/precisa/não vive sem...

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…