Pular para o conteúdo principal

Coisas simples...

Coisas simples da vida acontece , até mesmo, com aqueles que nunca imaginariam um dia acontecer. Hoje tenho vivido na providencia divina, ou seja, tudo depende de Deus. Alguns podem pensar que isso é muito bom, porém não pra quem sempre foi muito dono de si, controlado, ter as coisas sob seu olhar sempre quando tais coisas saem de nossas mãos, tendemos em nos desesperar e até mesmo nos agarrar no vento como se fosse possível... Na vida um simples detalhe, por menor que seja, sempre faz a diferença. Estou vivendo nessas condições agora: um dia de cada vez, sem pensar no dia de amanhã... tentarei ser menos racional diante das circuntâncias em que a vida pode nos agraciar. Tenho voltado minhas atividades na igreja, na vida etc, mas com muita calma para não atropelar as coisas, pois sei que sou muito intenso, tenho limitado minhas intensidades para nao vir a sofrer muito, pois sofrer sofreremos, mas podemos optar em sofrer aos poucos, como diz minha mãe "aos golinhos", pra nao enfadanhar-se diante da vida e das pessoas que nos acercam, ainda mais agora que sou bi, clinicamente comprovado( Aos maldosos de pensamentos "bi = bipolar" ta), como pra não contrariar o costume, meu caso é um pouco raro tenho fases medonhas de baixa auto-estima(é assim mesmo que se escreve viu, não existe baixa estima nao, e com hífen segundo a nova regra...) e raras as vezes que tenho fase de euforia, mas muito raras mesmo. A gente aprende com as nossas próprias limitaçoes... fiquei 02 anos em silêncio dentro da igreja em que frequento, devido a alguns problemas pessoais que passava/passo/passarei(ah sei lá), por mais dolorido que foi, hoje percebo o quão foi bom pra minha maturidade na fé, apesar das inúmeras vezes ter vontade de voltar a estar ativamente no trabalho ou das inúmeras vezes que tive vontade de desistir, sei que cresci, ao menos tenho olhado de uma forma não tão racional pra determinados assuntos(riso), até porquê têm coisas que não se explica, não se entende, simplesmente acontecem ou nascem em nós, no meio de nós ou até longe de nós e chegam a nós de alguma forma. Vejo que ser maduro não uma questão de idade avançada e sim é uma questao de necessidade e escolha, podemos até não querermos nos amadurecer, porém a vida requer de cada um nós respostas, a cada dia, maduras e fundamentadas... Eu não sei o que acontecerá no dia de amanha, daqui uma semana, um mes, um ano e por ai vai, a única coisa que sei é que hoje, melhor dizendo, agora, estou aqui vivenciando meu atual momento de vida, onde às vezes parece que tudo esteja tão confuso, mas sei que tudo irá chegar a normalidade no tempo oportuno... Aos meus amigos blogueiros que têm se preocupado com minha móbida tristeza, saibam que está passando essa fase intensa e logo volto a normalidade, se é que existe normalidade. Por isso, convido a todos os amigos, colegas e inimigos a vivenciarem as coisas simples da vida...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram