Pular para o conteúdo principal

Quem sou eu???


Uma pergunta que nao me canso de me fazer, creio que todos os dias me questiono sobre isso, quem sou? o que vim fazer neste mundo sofrivel, e por ai vai. Quanta indagaçoes ao meu respeito sem sequer uma mísera resposta...

Nao sei mais o que realmente faço nesse mísero mundo, cujo pertenço e me pertence. Queria ser tanta coisa, ter tanta coisa, fazer tanta coisa que no fim acabo por nada fazer, ter ou querer. Amigos... Família... Amores... Sonhos... Desejos... pra quê? Pra sofrer ainda mais, talvez... ou entao pra esperar o inesperado, evitar o inevitavel e ooutros mais... Sei que é uma inconstancia minha alegria, minha certeza de quem sou, o que sou, o que espero ser, o que quero ser e o que preciso ser... A única coisa que sei é o que está em minha identidade: Josimar da Silva, nascido di 25 de março de 1980, filho de Maria e Jose... natural dessa terrinha aqui, que não saio pra nada e por nada né... filho mais novo de um casal que possui 05 filhos e por ai vai. Um ser cheio de questoes em relaçao a fé, si mesmo, seus sentimentos e emoções, sexuais e por ai vai... Uma pessoa que chegou aos quase trinta anos em meio a tanto sofrimento... O engraçado que nós humanos, ainda bem que somos humanos, sempre queremos melhorar, sonhar, conquistar, mas o que a vida nos reserva??? pra você eu não sei., só que pra mim é dor e sofrimento dia após dia... Tem hora que peço a Deus pra ir embora desse mundo, pois pra mim já deu passar por tudo isso e será que ainda tem mais?? Acho que quando nasci no momento antes de vir encarnar, e não reencarnar, devo ter passado, duplamente, na fila do sofrimento e da dor... Há um tempo levava na esportiva: como se depois desta tempestade viesse a bonança... pra mim nunca veio bonança, aliás é de comer esse negócio???

Agora alem de tudo isso, nem profissionalmente sei quem sou: um secretário auxiliar administrativo financeiro em departamento pessoal, que cargas d'agua seja isso... quanta indefinição a vida traz, quanta esmeracidade em ter que sofrer, paulatinamente. Diz uma passagem bíblica: "...tudo concorre para o bem dos que amam a Deus", é devo não amar...

Ja fiz tudo que podia, amei o sofrimento, amei quem me odiou, magoou, traiu etc e mesmo assim nao sei quem sou e por que sou, ou o que sou...

Admiro as pessoas que passaram por sofrimentos e hoje se encontram num mar de conquista, de alegria, pois venceram...

Ainda tem aquela frase, entalada na garganta, que diz: Tudo dá certo no final, se nao deu ainda porque nao chegou o final... Eita!!! e quando é esse final entao???Daqui há um século, quem sabe... Mas, espera eu vivo até la pra ver...

Quero voltar a ter gosto pela vida, se é que tive algum dia, voltar a ter esperança, enfim, quero voltar a vida, QUE VIDA???

As quando as pessoas me conhecem a fundo, não acreditam que sou tudo isso: um poço de tristeza, solidao, angústia... pois mesmo sendo tudo isso, ainda consigo ser amigo, fiel, sincero... Alias, tem hora que nem eu acredito...

Acho que estou precisando de um médico... não dá mais pra ficar olhando pro mundo e vendo-o todo cinza escuro, embaçado... quero ver o mundo como ele realmente é... e na minha vida mesquinha de ser, está complicado ve-lo colorido, ensolarado como ele realmente é... Creio que as dores tem tirado um pouco as cores da minha visão...

Respondendo a pergunta do título: Eu sou eu... um ser indefinido, inconcluso, inesperançoso... chega senao coloco 100000 características aqui...


Eu sou simplesmente eu, um triste sofredor solitário... a procura da verdadeira e concreta felicidade...


Comentários

Anônimo disse…
Ei vc precisar acreditar em si mesmo, parar de ter pena de si proprio,vc precisa entregar sua vida a Jesus e pedir pra ale dá sentido de viver, dizer: Senhor muda a minha vida, a minha história me dê a tua salvação, me ensina a te conhecer. meu amigo consequentemente vc será uma nova pessoa, aprenda a ter sonhos e esperança. com certeza vc será uma pessoa feliz........

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…