Pular para o conteúdo principal

SOLIDÃO ACOMPANHADA

Creio que a pior solidão que existe é aquele em que estamos no meio de muitos e ainda assim continuamos nos sentindo sozinhos... As vezes estamos no meio de uma multidao e mesmo assim nos sentimos sem ninguém... que dicotomia isso, porém é uma realidade que muitos vivem, se vive isso também, bem vindo ao clube...
Vivo essa solidão há muito tempo, uma solidão que se instala dentro de nosso coração e la permanece, as vezes pro resto da vida ou ate que nos libertemos de nós mesmos, pois muitas vezes essa solidão nos advém da necessidade de conhecermos a nós mesmos, porém machuca, fere e causa enormes dores a quem a vive... São João da Cruz, meu amado santo, viveu essa solidão intensamente em sua vida que escreveu o poema: Noite escura, que revela essa realidade de estar na solidão no meio de tanta gente, solidão acompanhada é muito mais que sentimento, é um estado de vida, onde nos encontramos em carcere... cujo as chaves pra sair dele as vezes nao a encontramos em lugar algum, pois é um carcere aberto. Muito louco de aceitar...
Vivo em uma constante solidão devido ao meu modo diferente de ser e viver, devido ao toque especial que Deus concedeu-me, apesar de muitos dizerem que esse toque nao é de Deus(que deixo pra comentar em uma outra postagem).
Uma solidão que se instala no coração sem explicação, sem a nossa vontade, mas que está ali a nos apavorar, incomodar e fazer sofrer.
As vezes sinto a necessidade de sair desse estado, porem esse estado nao tem a necessidade de me abandonar... acho que é a única coisa que não me abandona nunca é essa tal solidao...
Muitos acham que é frescura, outros denominam como anti-sociedade, pois preferimos ficar em casa do que ir a qualquer lugar, pois sabemos onde quer que estejamos estaremos sozinhos, muito mais quando estamos no no meio de muita gente, por isso escolhemos ficar em nosso canto, que pra mim é muito mais que um canto e sim um esconderijo... pois muitos se incomodam com nossa solidão, engraçado dizer isso, mas é a pura verdade... incomodamos por vivermos a solidão tão intensamente...Por mais que desejamos estar fora deste estado, este estado espiritual nos faz perceber que a solidão é resposta pra muitos poblemas que vivemos...
Sei que muitos nos acham loucos por preferirmos estar sozinho do que estar em uma balada, festas, etc... mas não é questão de preferencia, pois se nos damos a oportunidade de estarmos no meio de muitos nos damos também a oportunidade de nos sentirmos ainda mais sozinhos, pois estamos acompanhados porém muito sozinhos...
As vezes essa solidao, acompanhada ou mesmo solitária, é fundamental para lapidar o que há de melhor em nós... apesar de muitos nao perceberem o nosso melhor...
Podemos ficar lamentando o estado de solidão ou mesmo lamuriar(murmuros de lamentação) porém muito melhor que lamuriar é reconhecer esse estado e fazer dele escada pra sua auto libertação, pro seu crescimento como pessoa.
Vejo que a solidao em minha vida teve um papel muito grande... Desde pekeno sempre fui sozinho, sempre de poucos amigos, de pouca conversa... porém devido a isso tive que amadurecer antes do tempo, ter meus proprios conceitos e ideais... o que me fez ter uma personalidade forte desde muito cedo... e percebi que estar na solidão é muito melhor do que se ter muitos amigos, pois ja sofri muito com "amigos" nao amigos... pessoas que se aproximam e levam um pedaço da gente sem licença e ainda fazem-nos sofrer mais com a solidão... Sou prova disso...
Ja tive inúmeros "amigos", só de nomes... hoje vejo que estar na solidão é preferível do que vir a passar por tudo que já passei com essas pessoas...
A solidão faz parte de minha história, do meu modo de vida, da minha condição sexual etc. tudo se resume na solidão...
Solidão que admiro, mesmo que muitas vezes me traz dor... Muitos perguntam porque sou como sou, talvez a resposta seja essa: sou o o que sou devido a SOLIDÃO ACOMPANHADA...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dia dos namorados sozinho?

Ah, é claro que eu fico triste, talvez até mais do que deveria ficar, porque se eu pensar nas experiências do passado, eu estou bem até. Mas sabe, tem certas horas que eu sinto vontade de ter alguém e não estou dizendo isso só porque é o dia dos namorados e eu não tenho alguém.  Eu estou dizendo isso, porque faz bem viver a dois, ter alguém para um abraço quente, um beijo demorado, um boa noite e um bom dia querendo saber se eu dormi bem.  Chega uma hora que perde a graça sair, conhecer alguém e ver que ali você não pode depositar expectativas porque depois de três ou quatro palavras, você percebe que mais vazia do que a sua vida sentimental, é a cabeça dessas pessoas quem vão para a noite só querendo preencher a sua cota de beijar quem puder.  Chega uma hora que você se olha no espelho e se pergunta: será que não chegou a hora de me permitir e conhecer alguém legal? Que tire esse medo que ficou estacionado em mim, achando que todo mundo vai ser como a minha última péssima experiência?  A…

BORA DESABAFAR...

Em frente a tantas coisas que a vida vai nos levando a viver, chegam determinados momentos que é quase que impossível continuar... sentimos como se o mundo fosse tirado do nosso chão e com isso obrigados a caminhar mesmo sem ter forças e/ou querer... Este ano tenho experimentado viver o silêncio diante das inúmeras situações que têm se apresentado em minha vida, aos inúmeros problemas e dificuldades e as coisas que se encontravam ocultas tem se tornado claras...  Talvez tudo isso seja eu enxergando a vida com um olhar maduro, onde posso limitar-me a apenas observar, rezar e, acima de tudo, SILENCIAR... Hoje tive um momento com Deus e nesse meu momento com Ele exigi, que Ele me fosse sincero e claro, que tudo que ainda se encontrasse oculto que eu precisasse saber que se pusesse às claras... Trinta minutos após meu diálogo com Deus, recebo sem muito esforço o que precisava saber... e isso já era algo que vem há dias... apenas pude perceber que só Deus é sincero com a gente, que expõe o que…
O passado me ensinou que as pessoas não somem, perdem o interesse. 
O passado me ensinou a não acreditar em um “Estou com saudade” se não vier acompanhado de um “Como faço para te ver?”. 
O passado me ensinou a não me preocupar com coisas que só o tempo pode resolver. 
O passado me ensinou que não tem como um relacionamento dar certo se o orgulho for maior que o próprio sentimento.


siga no Instagram