Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

To feliz!!!

Bom semana passada foi meu niver...E completei 29 anos de vida, de muita vida por sinal... se for somar todas as experiencias que fico horassss, e poderia considerar o dobro de anos vividos... bom este niver acho que foi o mais diferente de todos... Recebi presente antecipado de Deus(emprego), e depois do meu niver ele me deu outro, só que este é segredo por enquanto... No dia do meu niver como sempre, nao recebi muitos cumprimentos nao... em casa nem lembraram... estranho seria se lembrassem, ainda mais sendo o meu niver né... Lembou quem realmente me tem como alguem importante... Sábado recebi um outro presente(segredo) acho que foi o melhor... de todos os meus niver... havia pedido tanto pra Deus tal presente... foi bom, inesquecível e o guardei com muito carinho... No domingo tentaram fazer uma surpresa, mas como sou muito observador ja percebi... Mas to muito feliz, apesar de todas as situaçoes inusitadas que passei neste final de semana... A chuva de sabado que o diga... mas val…

Ser cristão...

Ser cristão não é muito fácil... A vida nos prega peças e muitas vezes nao sabemos o que fazer nem como fazer certas coisas... Nao sabemos lhe dar com situaçoes que saem do nosso controle, principalmente quando nos deparamos com o diferente... Ontem vivenciei uma situaçao semelhante: presenciei 02 mulheres se atracando em tapas, arranhoes etc... e pra ajudar uma das ditas podemos considerar cristã frequente... Fiquei assustado ao ponto em q um ser humano chega... brigar por causa de homem... aff... Nao vale a pena nao... alias nem mulher... rs... E pior que a outra descrente gritava pros 04 cantos dizendo q ela se escondia na igreja, atras da biblia etc. como se indo a igreja somos santos, nao é bem assim... Algumas pessoas ficaram escandalizadas... eu simplesmente me assustei com o fato ate porque nao esperava, estavamos festejando meu niver... comendo bolo... e de repente todo mundo começou a correr pra fora do salao sem mais nem menos e fui ver o q ocorria, duas mulheres discutindo …
HAPPY BIRTHDAY TO YOU!!!

Ficando mais velho

Bom estou a véspera de meu niver... aff!!! Farei 29 anos amanhã... e lembrei de uma música que identifica o momento em que estou vivendo - Vinte e nove do Legião Urbana... Uma música escrita por nosso amado Renato Russo(que amo por sermos iguais em alguns pontos), essa música foi escrita por ele em seu aniversário de 29 anos, sendo publicada soh um tempo depois, bem depois na verdade... Bom escolhi essa música, pra denotar meus 29 anos de vida, tudo o que tenho passado, sentido, sonhado etc... Bom inevitavelmente chegarei aos 29, só se acontecer algo essa noite, coisa que duvdo muito... mas é isso ai... aquele ditado: "os bons morrem cedo" balela pra mim, ja estou na fase adulta da vida e a vida começa a cobrar da gente certas atitudes que, aff, cansa!!! rs
Essa cançao tem algumas partes que sao reais em minha vida, ja perdi muitos amigos, muitos amores, nao sei se chegam a 29, porem ja os perdi, se bem que so perdemos o que nao temos...
Com o tempo aprendi a perdoar, a amar d…

Vinte e Nove...

Perdi vinte em vinte e nove amizades Por conta de uma pedra em minhas mãosMe embriaguei morrendo vinte e nove vezesEstou aprendendo a viver sem você(Já que você não me quer mais.) Passei vinte e nove meses num navioE vinte e nove dias na prisãoE aos vinte e nove com o retorno de SaturnoDecidi começar a viver. Quando você deixou de me amarAprendi a perdoarE a pedir perdão. E vinte e nove anjos me saudaramE tive vinte e nove amigos outra vez.

Faz um milagre em mim...

Como Zaqueu quero subir,

O mais alto que eu puder

Só pra te ver, olhar para Ti.

E chamar sua atenção p/ mim



Eu preciso de Ti Senhor

Eu preciso de Ti o Pai

Sou pequeno de mais

Me dá a sua pazEu desejo te servir





Entra na minha casa, entra na minha vida.

Mexe com minha estrutura, sara todas as feridas.

Me ensina a ter Santidade

Quero amar somente a Ti

O senhor é meu bem maior,

faz o milagre em mim.

Voltando a vida...

Olá, companheiros de blogs...
Realmente estou voltando a vida... aos poucos, um passo de cada vez... estou me ocupando com alguns trabalhos free-lancers, fazendo tcc e alguns trabalhos escolares, comecei pensando ser uma besteira e vi que tem um público pra isso... Já estou com 03 tcc, fora os trabalhos avulsos que surgem... quanta gente maluca... Porém, sou muito grato a elas, pois assim posso arranjar um pouco de "grana", até porque nao seriamos nada sem o tal dinheiro né...
Com isso, ocupo minha cabeça com alguma coisa e não fico com aqueles inúmeros pensamentos mórbidos, melancólicos etc. Sei que ainda tem resquícios desses sentimentos dentro de mim, mas em pouco tempo mudarei tal situação... já que ao longo deste caminho algumas coisas se perderam, outras se fixaram
Sei que é muito estranho voltar a vida depois de tudo o que passei, e eu q o diga!!! mas ao menos ja nao estou mais deitado no chao, ja ergui um pouco mais... Ainda temo em voltar a passar por tudo novamente, p…

Cansado!!!porem bem...

Fazia tempo que não me cansava assim... e não é um cansaço físico não, mas totalmente espiritual... Sou católico, extramamente praticante, e da renovação carismática católica há quase 16 anos de minha vida, os quais ja passei por inúmeras situaçoes etc... Não me vem ao caso agora, tais situaçoes... Acabei de chegar de um encontro chamado: Encontro Kerigmático que comumente o chamamos de Experiencia de Oração, com a nova metodologia(Enchei-vos) , que faz parte do Seminário de Vida no Espírito Santo, foi muito bom... Deus fez inúmeras coisas, curou, libertou, amou, transformou etc... estava precisando pra dar uma saculejada na fé... desculpem o termo(saculejada), como havia ficado 02 anos sem me envolver com espiritualidade em encontros deste porte, hoje foi interessante voltar a sentir tudo isso de novo: ter visão diferenciada, escuta diferenciada, é tudo diferenciado, ainda mais sendo servo/formador ou formador/servo de uma turma em uma cidade que não é a minha que passa por problemas…
1) Ando pela rua, há um buraco fundo na calçada.
Eu caio...
Estou perdido...
sem esperança...
Não é culpa minha,
levo uma eternidade
para encontrar a saída.

2) Ando pela mesma rua,
há buraco fundo na calçada,
mas finjo não vê-lo.
Caio nele de novo.
Mas não é culpa minha.
Ainda assim levo um tempão para sair

3) Ando pela mesma rua,
há um buraco fundo na calçada.
Vejo que ele esta ali.
Ainda assim caio...
Meus olhos se abrem
Sei onde estou,
É minha culpa.
Saio imediatamente.

4)Ando pela mesma rua,
há um buraco fundo na calçada.
Dou a volta.

5) Ando por outra rua...
“De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto”. (Rui Barbosa)

Algumas divagações...

O que fazer quando se quer falar mas não tem ninguém pra te ouvir? Quando seus amigos estão ocupados demais para te escutar? É, mais uma vez, vou escrever, escrever o que certamente não vou te enviar. A ilusão que mantinha a minha esperança se foi, cheguei ao fim do caminho, como eu já previa, cheguei sozinho, com restos de sonhos e propósitos perdidos, e agora restou o vazio, restou essa saudade, saudade do que não aconteceu, de um sonho que não se realizou, de um amor que existiu mas não foi realizado, essa vontade de ter o que eu não posso ter. Que loucura! Esse sofrimento que se prolonga a cada dia que amanhece. Solidão que não passa, feridas que nada pode preencher, vazio que nada pode ocupar, apenas você seria a cura pra tudo isso. Quanta dor, agora eu sei que o amor e a dor andam juntos, caminham do mesmo lado, temos que tentar superar com todas as forças, as forças do nosso amor. Lágrimas brotam do coração e molham o rosto cada vez que as lembranças vêm a mim. Lágrimas que nin…

I'm so...

Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,

Não sei sentir-me onde estou.
Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo : "Fui eu ?"
Deus sabe, porque o escreveu.

por Fernando Pessoa