terça-feira, 8 de julho de 2014

Meu quarto...

Nunca falei do meu quarto.. aliás meu quarto é minha casa, meu mundo, onde me encontro e desencontro... 
Pois é, dificil assumir isso, mas minha vida se resumi nisso MEU QUARTO, vivo no meu quarto dia todo, noite toda, tarde toda, segunda a sexta, sabado e domingo tambem... Almoço, durmo, vejo meus filmes, escrevo, choro rio etc.
è um tanto bagunçado, mas é meu lugar... onde me cabe, onde nao atrapalho ninguem, alias... ate no meu quarto atrapalho... hoje menos, mas antes já nao tanto... 
Fico me questionando porque fiz do meu quarto meu mundo, ou se la seja meu esconderijo... tipo batcaverna sabe... 
Chego, as vezes, a conclusao que nao, e as vezes que sim, mas creio que meu quarto ta mais pra meu refugio ou onde meus medos ficam la e de la nao saem por nada... assim sou eu... com meu quarto... la fica e nao sai por nada... Algumas pessoas perguntam se eu conseguiria morar/viver sozinho... Bom ja vivo... so questao de espaço! Não sei viver sem o meu quarto...

VIVA A SOLIDÃ!O!


Sabe aquelas fases da vida que você torce pra ficar sozinho no seu canto, no seu mundo, por mais que eu queira ou quisesse, um amor pra vida toda, mas atualmente a vontade unica que tenho é a de ficar sozinho, quietinho no meu canto... so observando a vida... pedir pro mundo dar uma parada, pois preciso descer por um instante e descansar... Descansar de mim, dos pensamentos, dos sentimentos, das vontades, dos desejos, do sonhos e da falta deles.
Aquele sentimento em que voce está no meio de muitos e mesmo assim se sentir como a pior pessoa do mundo, o menor ser de todos... as vezes ansiar por querer conversar e mesmo assim nao querer ate porque nao tem quem te entenderia... Solidão é muito mais do que estar sozinho, é um estado de espírito..
Acho que me perdi la atras de todos e hoje nao consigo alcançar ninguem...

Sentido-me extramente solitário!!

Vinte um anos idos...

Estou em rolando para escrever esse post ja ha uns 03 meses...
Sempre fui um menino muito religioso... religioso no sentido de ir à igreja, cumprir minhas obrigações, assumir inúmeras responsabilidades, formar opiniões... desde meus tres anos de idade (ao menos que me lembre) minha mae sempre me levou às missas, nao faltava um domingo, era uma obrigaçao, e atraves dessa obrigaçao acabei pondo gosto e adentrei em determinados assuntos, quando tinha 13 anos de idade devido a um fato que me aconteceu, meio que minha mae obrigou a ir a grupos de jovens, ja que meu irmão mais velho sempre ia, fui a um encontro lembro como se fosse hoje em 03 e 10 de julho de 1993 chamado Seminário de Vida no Espírito Santo do movimento da RCC (Renovação Carismática Católica) e no sabado da frente fui ao 6º Hallel em Franca/SP - lembro que me encantei/apaixonei pela minha igreja que até entao conhecia somente as missas, vi momentos fervorosos de oraçao, músicas de diversos estilos, senti-me em casa, dai começou meu caminhar e aprofundamento nas coisas de Deus...Nisso comecei uma longa jornada de mudança pessoal, de encontro com Cristo, comigo mesmo e com as pessoas... era um menino introspectivo (#bemaspie), ainda sou um pouco, mas era bem mais... nao tinha amigos, era totalmente um bicho do mato, dificil de lidar... e fui me transformando e conhecendo a arte de aprender, ler, formar-me etc. nisso, uma parte de minha vida foi sendo sufocada, deixada de lado por mim... e ate entao nao me incomodava. Passei 6 anos sem abrir a boca dentro de um grupo de oraçao, so abria pra cantar quando me chamaram pra tal ofício no grupo... passados os 06 anos comecei a pregar e percebendo que o timido, quieto introspectivo, tinha mais conhecimentos do que imaginavam comecei a ganhar um respeito que até hoje o possuo dentro e fora da igreja... passei por vários ministérios (música, pregação, intercessão, acolhida, secretaria e por fim coordenação). Acho que me chamavam, elegiam pra coordenar qualquer coisa, quando na estava na coordenação, estava indiretamente ligado a ela... foram anos que me forjaram, me formaram, me converteram, sabe Deus onde estaria hoje... se é que estaria vivo... E foi chegando à coordenação que muitas coisas começaram a mudar em minha vida, foi quando comecei a me perceber solitário, apesar de ter muitas pessoas a minha vida, a ter amigos e "amigos", só que minha inocência era muito grande pra perceber muitas coisas, ou era muito idiota mesmo...Vi, senti, escutei, chorei, ri, vivenciei coisas que só Deus!!! Suportei, vacilei, cai, levantei... Fui condenado, julgado, sentenciado, perseguido... e mesmo assim sempre amei e amo aquilo que faço/fiz... Idos quase 21 anos, fiz a escolha, ou melhor A DE CISÃO, a quebra, a ruptura com tudo isso... Hoje não sou mais, fisicamente, carismático, até porque depois de 20 anos meio difícil deixar tudo e também há princípios que são eternos pra vida. Tomei tal decisão não por mágoas, não por querer cair no mundo, ou por isso ou por aquilo, SIMPLESMENTE que já estava mais que na hora de, como me disseram uma vez: "NÃO SER PEDRA NO CAMINHO", ou então de ser simplesmente mais um sem gana, sem paixão... Estou já há quase 03 meses sem ir a grupos... e quando me perguntam onde estou indo e respondo a nem um lugar, algumas pessoas ficam chocadas, tipo como pode, ou então por que? está magoado ferido etc...Não apenas uma decisão tardia, de algo que venho protelando há anos!! E como estou em uma fase bem, sem intriga, sem polêmica, preferi do que ter uma fase ruim ou acontecimento ruim!!! Ja que vivencio uma vida solitária, vamos ser realmente solitario...

Faria 21 anos... a maioridade!! ou a LIBERDADE!! de ir e vir!!!