segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Do Escritor e ex amigo de Faculdade MArcus Nery, um privilégio estudar com um escritor, hj tao renomado... ai vai algumas palavrinhas dele que me fez bem no dia de hoje...

Talvez 2013 seja apenas mais um ano para muitos de nós.
Durante 365 dias nós imaginamos, lutamos, brigamos, choramos, desiludimos, alegramos, felicitamos, festejamos, abusamos dos mais diversos sentimentos humanos. E quando esses 365 dias se acabam, renovamos com a esperança de sempre fazermos um ano melhor e muitas vezes vemos que não fazemos nada. Mas será mesmo? Será que 365 dias se passaram e nós, durante todo esse tempo, mantivemos numa inércia que nos privou de conquistar um mínimo objetivo sequer? Pense bem... durante todo esse tempo nós conquistamos tantas coisas, mas parece que apenas aquelas que todos olham e nos congratulam são as que realmente consideramos conquistas. O simples ato de nos mantermos vivos durante esses 365 dias já é uma conquista considerando o mundo tão violento no qual vivemos. Fazer as pessoas sorrirem quando o que só se propaga é a tristeza e a escória da humanidade também é uma conquista. Não olhe para trás e não diga que não conquistou nada. Nós conquistamos tantas coisas, as simples, sim, essas são nossas maiores conquistas e que nunca percebemos porque necessitamos acreditar que uma conquista só é uma conquista quando se tem “dinheiro” no meio. Já repararam que ano passa, ano vêm e o que apenas pensamos é conquistar mais e mais não para um sentido mais espiritual, mas para um sentido mais materialista?
Vivemos numa sociedade tão capitalista que acreditamos que o vencer se baseia no dinheiro e no poder. Mas a conquista, a grande conquista tem que ser dentro de nós. Ser feliz não quer dizer ser rico em materiais, mas ricos na essência, nos sentimentos, na espiritualidade. Não me refiro à religião, porque religiões são muitas e cada uma parte do seu princípio, mas falo de algo muito maior, uma ligação que muitas vezes acaba sendo esquecida: a ligação entre o divino e nós. As pessoas separam o que um Ser muito maior criou. Não importa se você é negro ou branco, gordo ou magro, gay ou heterossexual, jovem ou velho, criança ou adulto, católico ou jesuíta, e o que quer que seja... Ninguém, absolutamente NENHUM de nós é melhor que o outro, somos TODOS iguais, somos todos frutos de uma mesma grandiosa Árvore, mas nós insistimos achar que podemos separar os frutos; os melhores dos piores, esquecendo que um dia acabaremos todos iguais. O desejo de apontar, julgar, praguejar, punir, tudo isso provém do ser humano que acredita ser mais do aquilo que ele é, quando diante da imensidão do universo, ele não é absolutamente nada mais que poeira cósmica.
Durante este ano, descobri o quanto somos vulneráveis e o quanto acreditamos que não somos. Nosso poder de achar que somos superiores e incólumes nos faz seguir a vida achando que apenas os outros terão problemas e que os problemas deles não nos importam e de repente estamos no mesmo problema!
Precisamos evoluir muito ainda! É por isso que acredito que o mundo não acabará tão cedo. A humanidade ainda é jovém e precisa evoluir muito até que nos tornemos espíritos evoluídos e comecemos a nos importar com os sentimentos de nossos semelhantes.
Bilhões de pessoas dizem seguir a Bíblia, aos mandamentos de Jesus, mas essas pessoas já pararam algum dia para realmente ver se elas realmente fazem isso? Com toda certeza a maioria, pra não dizer todos, não seguem. Todos nós somos falhos, todos nós julgamos, todos nós evitamos quando podemos ajudar, todos nós repudiamos o que não nos satisfaz, todos nós praguejamos a vida que temos, todos nós desejamos conquistar grandes sonhos não para modificar o mundo, mas para modificarmos nossas vidas financeiras, e enquanto isso o que é mais importante que é a união e o amor entre as pessoas se perde no meio de tanta ganância por aquilo que acreditamos valer muito mais do que o que está dentro de nós. Então, neste próximo ano, não faça votos para conquistar coisas apenas para você, mas faça votos para conquistar coisas que fará você um ser humano melhor para com o seu próximo. O mundo está carente de sentimentos, porque todos nós agimos apenas com vontade de crescermos isoladamente, enquanto isso quem está ao meu redor que se afunde na própria derrota.
Nós podemos ser muito mais que isso, só apenas não enxergamos o quanto podemos ir mais longe e mudarmos o que para nós está podre e perdido. Não é tão difícil como pensamos, basta apenas desejar e fazer um pequeno esforço. Sozinhos não somos nada, mas juntos poderemos mudar o mundo. Então eu espero que neste ano 2013 saibamos como conquistar o que parece estar perdido: nossa união. Ame mais! Ame sua família, aprenda a conquistar as pessoas com sorrisos e palavras boas! E se você não é assim, aprenda a ser! Você só tem a ganhar!

Eu fiquei uma porção de tempo tentando ser "legal e maduro",
"uma presença leve e agradável" —
porque eu tô ainda muito inseguro de mim mesmo, e não acreditando
absolutamente que alguém possa me curtir bem assim como eu sou.
Eu não tenho quase experiência dessas transações, me enrolo todo,
faço tudo errado — acabo me sentindo confuso.
Tudo isso é tão íntimo, e eu já estou tão desacostumado de
me contar inteiramente a alguém, tão desacreditado
na capacidade de compreensão do outro, sei lá,
não é nada disso, sabe? 
Conviver é difícil — as pessoas são difíceis — viver é difícil paca."
(CAIO FERNANDO ABREU)

A Hora não é agora...




A HORA NÃO É AGORA.
A dieta não começa na segunda. Início do mês não é para guardar dinheiro. E Dezembro não é para sair correndo terminando tudo que nem sequer começou. Abraços podem não ser dados. Beijos não beijados. Mãos podem nunca se encostar e almas nunca se encontrar.
Em 2013, desejo que sua dieta  (seja de corpo, seja de alma) comece quando o seu tempo estiver certo. Afinal, sua força de vontade é bem maior quando faz algo por você do que quando faz pelos outros.
Desejo que descubra o que realmente quer da vida. E vá atrás. As dificuldades vão parecer mais leves quando as encarar por algo que está dentro de você. E, quando vai atrás do seu sincero desejo, acaba descobrindo que soluções para situações complexas podem ser bem mais simples do que antes imaginava.

E desejo que esses últimos dias de 2012 não sejam de cobrança pelo que não foi vivido (ou de culpa pelo que foi). Pense no que se passou, anote os aprendizados e perdoe os erros. 365 dias a mais despontam no horizonte e eles estão recheados de transformações.
Não espere que eu diga que 2013 será fácil e que tudo ficará bem. Mas, você tem a possibilidade de viver, tentar e aprender. Afinal, abraços ainda podem ser dados. Beijos beijados. Mãos têm mais chance de se encostar e almas de se encontrar.
A hora pode não ser agora. Mas ela é sempre sua. Aproveite.