segunda-feira, 30 de julho de 2012

ESTOU DE LUTO

Estar de luto não é simplesmente estar triste, angustiado, ou kerer que o mundo acabe, por termos perdido alguem, mas sim é reconhecer que perdemos alguém que amamos e que ao olharmos pro lado e nao o encontramos mais, por um simples momento do acaso que veio e nos roubou um bem tão precioso, mais precioso que imaginávamos que fosse. Estar de luto não é apenas solidarizar-se, mas sentir junto a dor da perda, junto com a família, com os amigos e tentar buscar em Deus consolo pra saudade que fica...
Essa semana passei por momentos de perda, nao perdas minhas, mas perdas que amigos tiveram que prezo muito, e uma perda que me chocoou muito, que recebi a noticia hoje de manhã. Estou chocado, sem muito o que dizer, com o coraçao embargado, doido de saber que pessoas tao jovens têm perdido a vida de maneira tão brusca, inesperada, inóspitas, tolas às vezes, que fico  até sem palavras. E ainda me pegam nessa época do dia dos pais, que me machucam muito, devido a tudo o que ja passei com pai, por nunca ter tido um presente e o que tinha já fora embora qdo mais precisava dele. A gente esquece de dar o devido valor as pessoas, e quando nao temos mais a oportunidade de expressar esses sentimentos, fica uma dor irreparavel, e imensuravel.
Semana passada 27/07 - no velorio do pai de um amigo, bateu uma saudade de meu pai, mas não apenas do meu pai falecido, mas da pessoa PAI,  de ter pra dar bronca, pra ter akeeeeelaaaassss conversas, deitar no colo, ser meu herói, meu exemplo, minha admiração. Fico imaginando se um dia eu venha a ter um filho, nao sei muito bem como proceder, vou kerer enche-lo de td que nao tive, rs, mas mesmo assim tenho saudades do Zezin...  saudades daqueles que foram sem ao menos se despedirem de nós, sem deixar nem rastro... saudade saudade saudade.

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Elogios

Ola pessoas, como viram postei algumas matérias que venho escrevendo no jornal da Paróquia Sao Joaquim, que vem trazendo elogios e ao mesmo tempo críticas.
Hoje, aqui em minha cidade é feriado, devido ao padroeiro da cidade, com isso ficando em casa de bobeira, acabei assistindo a um programa que me chamou atençao, "Escolhas da Vida" da rede vida, apresentado por Dalcídes (quase cai das pernas, pois o conheci como Padre Dalcídes, que casou com a Mariana Godoy e nao imaginava que estivesse tao bem e tao disposto assim) cujo o tema de hoje foi ELOGIO, é bom ou ruim??? E comecei a refletir sobre o tema, a ler alguns artigos sobre, e muito intrigante o quanto as pessoas gostam de receber elogios, encontrei um artigo muito interessante que kero compartilhar com quem le meu blog:

http://artedaexcelencia.blogspot.com.br/2011/07/o-poder-do-elogio.html
Recentemente assisti a um pequeno filme chamado “Validation”. Em português encontrei no youtube uma versão legendada com o título “Validação: eu só queria te ver sorrindo”.  O curta foi escrito e dirigido por Kurt Kuenne, em 2007, sendo estrelado por TJ Thyne e Vicki Davis, segundo o blog www.cinefilodeplantao.wordpress.com.

   Esse filme, com cerca de 15 minutos de duração, é bastante interessante. O personagem central trabalha no setor de validação de tickets de estacionamento em um shopping center e simplesmente adora elogiar as pessoas. No começo parece que esses elogios são meio forçados, apenas como um técnica obtida em algum treinamento. Mas logo se percebe que os elogios são sinceros e a partir daí o filme se desenvolve mostrando como as pessoas gostam de receber elogios. 

   Pois bem, depois de assistir ao filme fiquei pensando no grande poder de transformação que os elogios possuem. E como praticamente não fazemos uso desse poder. Comecei a observar o meu dia a dia e constatei que é muito fácil fazer uma crítica, mas bastante raro fazer um elogio. Por exemplo, se somos mal atentidos em algum lugar é muito comum que reclamemos no próprio local ou falemos sobre isso para alguma outra pessoa. Mas se somos bem atendidos raramente agradecemos a pessoa que nos atendeu, elogiando seu trabalho. 

   É interessante essa constatação, aparentemente fruto da cultura que temos de que fazer bem feito é apenas obrigação. Logo, não haveria espaço para elogios, salvo em situações de realizações excepecionais. Já as cobranças existem sempre. Muitas vezes até junto de um elogio, como quando, por exemplo, o filho chega com um 9 no boletim e o pai diz: “Muito bom. Vamos ver se na próxima você consegue um 10”. Claro que essa é uma forma de instigar a um resultado ainda melhor no futuro, mas parece-me que nesse momento o ideal seria apenas um elogio, como reforço de que com trabalho bem feito se consegue grandes resultados.

   Aliás, falar em filhos e família é bastante oportuno, pois quando se pensa em elogios a ideia que vem em primeiro lugar é o ambiente de trabalho, onde os elogios sinceros podem realmente trazer excelentes resultados (e mesmo assim muitas vezes não temos capacidade de elogiar quando devido). Contudo, você já pensou que também dentro de sua casa, com seus filhos e companheiro(a), o elogio é fundamental? Acredito, inclusive, que é um dos principais elementos que alimentam o carinho das relações. Basta ver um casal de namorados apaixonados. É elogio para todo lado.  Como consequência vem o carinho. E mais elogios. 

   Obviamente que não é possível viver todos os dias como um casal de namorados apaixonados. Mas é possível adotar a prática de elogiar com sinceridade pelas pequenas coisas boas que nossos filhos e companheiro(a) fazem no dia a dia. Um café que nos espera na mesa preparado pela esposa, uma toalha pendurada no varal pelo marido (coisa rara que merece mesmo elogio!),  o filho que acorda animado para ir para a escola. Tudo isso são coisas muito simples, mas que podem e devem ser elogiadas. 

   Da mesma forma, nas atividades diárias e no trabalho, elogiar pela pequenas coisas positivas que são feitas é muito importante. Gera um sentimento de realização profissional e pessoal para quem recebe o elogio. E para quem elogia é um mecanismo bastante eficaz para que o outro saiba que é aquilo que você espera dele.  Além do que abre um espaço mútuo para emissão e aceitação de uma crítica construtiva, quando seja necessária. 

   Enfim, elogiar com sinceridade é algo bastante interessante que podemos incorporar a nossa vida diária. No começo certamente nos sentiremos um pouco desconfortáveis, já que não estamos acostumados. Mas como no filme “Validation”, com o tempo isso se tornará algo natural e os resultados serão muito positivos.

   De outro lado, ao mesmo tempo em que aprendemos a elogiar, precisamos também aprender a receber elogios. Não é o caso de adotarmos a conduta de algumas pessoas que adoram receber elogios e se colocam em um posição de superioridade em relação aos demais. Mas também não precisamos ficar em um posição de achar que receber um elogio é quase um pecado. Com efeito, talvez pela raridade com que elogios são dados, muitas pessoas acabam ficando constrangidas quando são elogiadas. Tente não se sentir assim. Receba o elogio, agradeça por ele, curta o momento e tenha a sensibilidade de saber que elogios passados não garantem elogios futuros. Assim, aproveite o elogio, mas faça por merecer outros no futuro. 

   Aliás, essa questão de fazer por merecer outros elogios no futuro remete a uma questão final sobre esse assunto: a forma de elogiar. O ideal é elogiar sempre as ações das pessoas, quer dizer, o que elas fizeram de positivo, e não elas em si. Isso estimula a que as pessoas procurem fazer novas coisas que gerem elogios. Já o elogio à pessoa em si faz com que ela tenda a não agir, para não correr o risco de no futuro ser criticada por uma ação. Então elogie as pessoas pelo que elas fazem. Isso vale para o trabalho, companheiro(a), filhos, amigos e todas as interações sociais. 

   Por fim, para quem se interessou pelo filme “Validation”, o link para acesso na versão legendada que encontrei é: http://www.youtube.com/watch?v=yKh5OJ1saHM. Vale a pena conferir.

jornal


O Jovem cristão e a sexualidade atual

Pornografia
Quando procuramos no dicionário uma definição para sexualidade encontramos: “Sexualidade é um conjunto de fenômenos da vida sexual”. Na Bíblia podemos definir como uma dádiva divina que se encontra no centro da personalidade humana. Somos e fazemos qualquer coisa como homem ou mulher, ou seja, como seres sexuais.
Somente encontramos liberdade sexual quando cumprimos o propósito da nossa criação. Liberdade não é sinônimo de promiscuidade, mas na verdade autonomia de orientar-se e assumir suas relações dentro dos padrões de Deus.
Porém, a sociedade atual destaca a sexualidade como um bem de consumo. Por isso, torna-se necessário refletir sobre sexualidade no ponto de vista de Deus, por meio das Escrituras.
Já na adolescência a sexualidade deve ser encarada com muita sabedoria, pois os hábitos estabelecidos nessa fase acompanharão o jovem para o restante de sua vida.
A sexualidade nos é concedida para o encontro uns com os outros e com isso, refletirmos nossa união com Deus, ou seja, deixar o egoísmo de lado, pois quanto mais buscamos prazer fora de Deus, mais nos encontramos frustrados. Até porque, o ato de encontrar prazer é tão difícil quanto seguir insistentemente um arco-íris, pois nunca irá encontrá-lo definitivamente.
Hoje se percebe que o problema com nós jovens, não se limita na vivência da sexualidade, mas tem se tornada cada vez mais atrativo o modo de vida não cristão e sentimos atraídos por essas paixões que têm comando o nosso século. Muitos se limitam no pensamento que a vida é aqui e agora, partindo de um princípio que este mundo é tudo o que existe.
Hoje a cultura secular tem gritado no meio dos jovens: É PROIBIDO PROIBIR!!! Gritam por meio da mídia: novelas, filmes, literatura etc. Nós cristãos precisamos mudar esse fato. Pois Deus é quem define o que somos e qual é a nossa essência.. Com isso, fica fácil dizer que não podemos fazer com nossa sexualidade aquilo que queremos, simplesmente para o nosso bel prazer.
Para se ter uma boa sexualidade como cristão nós precisamos:
  1. Despertamento da SexualidadeEvitar más companhias;
  2. Evitar o segundo olhar;
  3. Disciplinar suas conversas;
  4. Ter cuidado com a maneira de se vestir;
  5. Escolher com cuidado os filmes, programas de TV e sites;
  6. Ter cuidado com o que lê;
  7. Respeitar seus momentos de folga;
  8. Não ter um namoro pesado (reze antes, durante e após o momento do namoro);
  9. Gastar muito o tempo com a Palavra de Deus e com a oração;
  10. Ter Jesus em seu coração e em sua vida.

ZIMA
Josimar da Silva

materia jornal


O Cristão nas provações

A provação visa “submeter a teste” ao indivíduo, tal como as moedas são aquilatadas quanto à qualidade de seu metal. A provação é uma medida purificadora que remove a escória do ouro e da prata; e, então, retirada a escória, o metal é aprovado ser de alta qualidade, tornando-se muito valioso.
As provações são para nos purificar e formar em nós o caráter de Cristo. Essas provações enviadas por Deus, não são “tentações para o mal”. PROVAÇÃO vem da mesma raiz de “testar” “aquilatar” a mesma palavra empregada para indicar o ato de aquilatar a autenticidade das moedas. Portanto as provações testam a validade de nossa sinceridade, nossa vitalidade e santidade. Elas mostram se o nosso metal é puro, ou se há nele elementos de corrupção, refugos.
O apóstolo Pedro nos diz que a nossa fé é apurada e provada pelo fogo das provações, assim como o fogo, com seu calor intenso, purifica o ouro e faz sair todas as impurezas. Pelas provações, Deus prova a qualidade da nossa fé. Ele está revelando a diferença entre uma fé não genuína de uma fé verdadeira. Pelo fogo das provações, Ele está tirando as impurezas e fraquezas, e nos tornando mais firmes e sólidos na fé.
Tiago nos ensina que as provações são tão importantes para a vida Cristã, que devemos nos alegrar quando as encontramos, pois é por meio das provações que Deus nos aperfeiçoa. Ele quer nos fazer crescer em maturidade, para nos preparar para a vida eterna com Ele.
Para tanto, Deus providencia todo tipo de circunstância para que este fim seja alcançado. Nosso Pai é amoroso, pleno de misericórdia e cheio de graça, mas, sabendo Ele que somos duros de coração, pela sua providência arranja situações especiais para sermos quebrantados. E com certeza, toda prova traz um profundo desconforto à nossa carne. Porém, não podemos nos esquecer que é o próprio Deus quem nos conduz para o campo de provas.
Infelizmente, quando estamos sendo tratados por Deus, a nossa tendência é a murmuração. Reclamamos porque somos por demais agarrados ao nosso ego. Resistimos fortemente a todo tipo de sofrimento, pois segundo o nosso conceito, ele sempre é injusto. A fé que não suporta o momento da provação não passa de simples confiança carnal. Nas provações Deus fortalece nossa fé, ajuda nossa fraqueza e recompensa nossa perseverança.
Tiago exorta a alegrar-nos completamente em todas as provações. Pois, quando encontramos uma provação, podemos dizer: "Deus está agindo em nossas vidas! Deus está nos formando à imagem de Jesus; Deus está nos santificando!"
As provações devem produzir perseverança, e firmeza em nossa fé. Não devemos faltar nada — devemos viver em completa dependência de Deus, aceitando a Sua vontade em tudo! Mas, não é sempre possível para nós! Somos tão fracos!
Lembremo-nos sempre que sem as provações jamais chegaremos a Deus, pois o sofrimento é a escada que nos leva diretamente a Deus.

"Bem aventurado o homem que suporta, com perseverança, a provação;
 porque, depois de ter sido aprovado, receberá a coroa da vida,
a qual o Senhor prometeu aos que o amam." Tg 1, 12


por Zima – Josimar da Silva

materia pro jornal da Paroquia


E ai jovem? Namorar ou ficar?

Essa é uma indagação que muitos de nós jovens cristãos precisamos nos deparar, analisar e refletir. Eu lanço essa questão a todos os jovens: NAMORAR ou FICAR??
Você já parou pra pensar o que a Igreja diz a respeito disso? Nós jovens, muitas vezes, nos preocupamos com tantas coisas e acabamos esquecendo de olhar para o que e como Deus quer que hajamos no nosso dia-a-dia, em nossos relacionamentos.
Somos livres para ir e fazer o que quisermos, porém cabe perguntar: Como seria o olhar de Cristo diante de tais situações?
Nos dias de hoje, por incrível que pareça, namorar é considerado fora de moda. O "ficar" parece muito mais fácil. A duração do “ficar” varia: o tempo de um único beijo, a noite toda, algumas semanas. Nessa situação, ligar no dia seguinte ou procurar o outro não é dever de nenhum dos envolvidos.  A pessoa que sempre “fica” dificilmente se envolve.
Já vimos que o namoro é um momento muito importante na vida da pessoa. Ficar, segundo o que os jovens definem, é “passar tempo com alguém, sem qualquer compromisso. Pode, ou não, incluir intimidades, tais como: beijos, abraços e, até mesmo, relações sexuais”. Portanto, o ficar nada tem com o namorar. Infelizmente, quando um jovem fala sobre "namoro", no sentido sério da palavra, torna-se, muitas vezes, alvo de piada e gozação, por parte dos colegas. Isso é um resultado da distorção dos valores morais que vem sendo feita, principalmente pelos meios de comunicação. Nossos jovens sofrem a influência da mídia que apregoa a sensualidade e a liberação dos impulsos, sem censuras como forma de atuação prazerosa e mais autêntica, mais satisfatória.
Na década de 60 (no Brasil, a partir de 70/80), começou uma revolução sexual na Europa, enfatizando que homens e mulheres podiam desfrutar de direitos iguais, inclusive no "sexo livre". O que importava era a satisfação pessoal; a sensação do momento, sem a necessidade de qualquer ligação de sentimentos entre os parceiros. A queda, de lá para cá, foi vertiginosa e, assim, o namoro foi sendo deixado de lado e houve grande adesão ao ficar. Os jovens são pressionados a abandonar hábitos conservadores e a adotar as práticas ditadas pela cultura social.
Embora, aparentemente, haja muitas vantagens no “ficar", as desvantagens são inúmeras também. É importante lembrar de que não somos um objeto descartável: usado agora, jogado fora depois. Infelizmente, nós jovens somos alvo da pressão e da gozação. Por isso, apenas uma minoria discorda dos padrões e das práticas ditadas pela cultura secular. Os jovens que querem levar Deus a sério em suas vidas, precisam observar, cuidadosamente, o que Ele diz em Sua Palavra, antes de envolver-se com alguém.
O ficar atualmente ganhou termos pejorativos como: catei, estou pegando, o que constata a falta de maturidade e falta de discernimento entre liberdade e libertinagem. Com isso, precisamos ter cuidado com nossos atos, com nossos sentimentos, para não cairmos no modismo. E tentar investir em um namoro cristão onde as pessoas tentam trocar sentimentos, experiências, onde há um grau de envolvimento de ambos.
O namoro cristão é uma preparação. Um período extremamente importante na vida de dois jovens cristãos e de muitas responsabilidades. Representa um período de transição entre dois jovens ou adultos. Por isso, precisamos avaliar nossos conceitos em relação ao ficar ou namorar! Só não esqueçamos o que nos diz a palavra de Deus: “Tudo posso, porém nem tudo me convém!” (I Cor 6, 12)

ZIMA
Josimar da Silva

terça-feira, 24 de julho de 2012

SENSIBILIDADES

Há dias em que nossas sensibilidades estão tão afloradas que tudo te machuca, quando não te machucam voce acaba machucando alguem, às vezes sem querer, e outras por muito querer, mas a vida é assim, vai nos ensinando a equilibrar nossas emoçoes, nossas fraquezas, nossos medos, aflições, angústias e tristezas...
Hoje acordei assim, com o humor levemente acido (Os ácidos têm sabor azedo. O limão, o vinagre, o tamarindo contêm ácidos; é por isso que eles são azedos) e hoje to azedo, amargo, nao sei se é feridas que insistem em me visitar, fora que as pessoas a volta insistem em te cutucar sem muita precisao... o que nos torna mais acidos ainda, Hoje estou assim, alias muito assim, com respostas na ponta da língua, sensível, crítico, chorão, bravo e por ai vai... 
como uma simples pessoa pode ser tao cheia de emoçoes assim, uma hora está tao bem e do nada desce la no fundo... vai ser bipolar la no japão viu... esse só podia ser eu né, diferente dos diferentes em tudo. E como faz falta estar aqui desabafando, como é que aguentava sem meu blog... rs essas SENSIBILIDADES!!!

PARTICULARIDADES

Tenho particularidades instigantes Mas sou mimada, preciso quando eu quero. Sou egoísta, gosto de ver televisão sozinho, sem ninguém falando junto. . Sou espaçoso, bagunço as minhas coisas. Preciso da solidão pra ler, pra olhar para o teto, pra pensar em tudo, pra fazer nada. Preciso da solidão pra ser eu mesmo. Pra fazer alongamento, rir de mim, chorar comigo. Não entendo como tem gente que não abre a janela em dias nublados. Eu adoro janelas abertas, esteja um dia lindo de sol ou um carregamento de nuvens cinzas. Tenho que sentir o ar que vem lá de fora, seja ele qual for. Com seu gosto, cheiro, textura. Falo algumas coisas esquisitas como essa, por exemplo, ar com textura. Conheço cores que ninguém conhece, vejo alguns filmes que grande parte da população acha tosco. Não gosto de deixar as coisas pela metade, mas já deixei...

segunda-feira, 23 de julho de 2012

ânimo = vem de alma, É isso que muitos vezes tenho sentido sem, sem ânimo ou sem alma, desde meu niver que venho lutando comigo mesmo com um enfermidade que persiste a cada consulta medica q ja foram 4 senao me engano, e essa santa infecção persiste ainda, os sintomas ainda nao desistiram de mim rsrs devem ter gostado... Com isso meu animo foi pras cucuias neh, perdi a vontade de fazer muita coisa, nao tenho saido mais, ribeiroa preto entao... acho q ja faz mais de 6 meses que nao vou pra la pra passear, ir no cinema. é casa serviço, serviço casa, e alguns momentos igreja, que tem me trazido muitos dissabores interiores... td me cansa, to com o humor a flor da pele, no trabalho tenho sido exigido alem da conta, feito trabalhos que nao têm nada haver comigo... ficado horas a mais etc... sem se ker ser reconhecido por tal façanha.
Estou muito cansado, mas muito mesmo... nao somente fisicamente, mas cansado mentalmente, psicologicamente, cansado de todos que me rodeiam q só lembram de mim quando precisam... tem hora que acho melhor nem ser lembrado... As pessoas so sabem nos julgar... ninguem poe no lugar da gente, eskecem q somos feitos de carne, somos humanos, cheios de sentimentos, vontades... Cansado dos julgamentos alheios... sem se quer me conhecer interiormente, ou me perguntar... muito fatigado mesmo... e muito desanimado com o mundo, com as pessoas... com a vida... mas vamos seguindo...

PARE O MUNDO QUE EU PRECISO DESCER UM POUKINHO PRA TOMAR UM AR!!

domingo, 22 de julho de 2012

Como já postei em outros post, sou católico praticante, muito praticante, apesar de toda minha condição sexual, de tudo o que já vivi ainda continuo praticante, ate pq penso comigo que se deixar acho que acabo me perdendo de mim mesmo. Mas venho compartilhar algo que me aconteceu hoje... as pessoas ainda continuam a tomar conta da vida da gente, so porque eu comentei uma foto com um carinha de sunga, os comentarios cairam matando sobre minha pessoa, ate quem nem imaginava que pudesse ter tal atitude teve...
Exponho um pouco da minha indignação de como as pessoas cuidam da vida alheia, quando penso que eskeceram de mim, percebo que os espioes continuam ávidos em kerer tomar conta da minha vida, e ate mesmo controla-la. Eu acabei tirando tal comentário, mas pensando bem nao deveria ter tirado, pois a vida ainda continua sendo minha, e independente de ser ou nao indecente tal imagem quem decide se isso irá afetar minha vida sou eu, sei que alguns pensam no meu bem, espero que seja, mas está mais que na hora deu cuidar de minha vida sozinho, assumir meus atos
O preconceito nasce da ignorância. A ignorância nasce do medo. Muitos podem dizer que não tem preconceito, mas todos fazem um conceito de tudo e todos no início.
Eu não gosto de jiló, nem por isso bato nele... Se você não gosta de gay, não precisa bater, é so não comer... nem cuidar da vida.
 
 

sexta-feira, 20 de julho de 2012

FELIZ DIA DO AMIGO!!!

Tenho amigos de tudo quanto é tipo de jeito, mais o que mais prefiro são os loucos, porque graças esses loucos dou risadas do nada, eles que fazem com que tenha historias para rir, não somente, daquele momento em que bebemos e caímos juntos, mas também quando levantamos e caímos de novo, dar aquela aquela gargalhada.


Mas tem aqueles momentos que precisamos chorar, precisamos de um ombro amigo, de uma palavra amiga, de alguém que nos acolha.

Sei fazer minhas escolhas, por isso tenho Orgulho em dizer que amo meus amigos, afinal são eles que fazem minha vida mais alegre.

Feliz dia do Amigo para todos, principalmente para aqueles que estão sempre próximos.

terça-feira, 17 de julho de 2012


Muito MAIS ++++

A última vez que escrevi foi há 04 meses, e naquele dia estava disposto a voltar a escrever e colocar nas palavras o que tenho vivido no meu cotidiano, porém o inesperado me acometeu, 20 dias depois recebi a noticia que estava com uma doença um pouco grave, uma infecção delicada, que precisou um pouco mais de minha atenção, foram 4 meses, ainda estou no meio do tratamento, creio que finalizando já, mas sobrevivendo.
Com este tempo pude perceber o quanto sou Mais: mais feliz, mais dedicado, mais cobrado, mais seguro, mais, mais, mais... mas creio que esse ser mais, é o que tem me feito sobreviver, tem me impulsionado, pois em meio as perdas que tive, perda de amigos, de vontade, de esperança, de sonhos etc. foi quem me amparou, e nao deixou que viesse a estagnar de vez na vida. Hoje digo que sobrevivo, resiliente, palavra que descobri vivendo-a constantemente no meu dia-a-dia, no trabalho e em casa, pois me dedico a isso de casa pro trabalho e do trabalho pra casa, por inumeros motivos, um deles é que sou mais pobre a cada dia kkk rsrs e sair, gastar sairam dos meus planos de vida. Ribeirao tenho ido somente pra estudar, acho que os espioes de minha vida ficarao felizes em saber disso rs. Aos finais de semana a única vontade que tenho tido é a de dormir, descansar, como trabalho com o cerebro e parece que a cada dia tenho sido exigido mais e mais... em casa entao nem se fala rs.
isso tudo só vem mostrar que mesmo diante de minhas fragilidades, de minhas limitações, de minhas incapacidades, sou MAIS... 
Mais amigo
Mais comum
Mais pé no chão
Mais calmo
Mais eu
Mais nós
Mais solidão
Mais caminho
Mais amparo
Mais serenidade
Mais paciencia
Mais irmão
Mais tolerante
Mais fechado
Mais aberto
Mais sensivel
Mais forte
Mais fraco
Mais fragil
Mais delicado
Mais nada
Mais tudo
Mais sonhos
Mais pesadelo
Mais pé no chão
Mais critico
Mais, mais, mais...
Se ficasse aqui escrevendo passaria horas dizendo quantas coisas mudaram em minha vida.
Pessoas tentaram calar minha voz, simplesmente por eu ser eu, porém nao adianta tentarem, pois minha vida é simplesmente eu... Às vezes tento entender por que sou tão visado por tanta gente, nao encontro respostas fundamentadas, tantas invejas, tantas pessoas kerendo o que tenho, alias o que nao tenho, com isso julgam, criticam, ameaçam entre outras coisas.
Ano passado havia parado de escrever por muitos que leram, liam sei la... meu blog e se sentiam incomodadas com o que liam, por medo talvez, ou por eu ser verdadeiro demais em minhas palavras... Alguns tentaram a todo custo mudar isso, mas acho q por mais que tentaram, desejaram e tal, nao consigo ficar longe das palavras, pois a minha vida é escrever e escrever sinceridades, os ameaçados retorno a dizer em nem um momento venho aki no blog pra tentar intimidar alguem, apenas escrevo o que vivi, vivo e viverei, nada além disso, até pq o que nao me envolve ou me cabe, nao me pertence e nem devo mencionar, pois tenho comigo que nao se deve dizer dos outros.
Hoje em meus 32 anos de vida, tem hora que penso que já vive 64 anos, de tantas experiencias que ja vive, de tantos tapetes que já me puxaram, de tantas pedras me lançaram, olhares, palavras etc. porem teimo em dizer que esses 32 anos me fizeram Mais, muito mais, e esse ser mais, nao é algo que me leve a ser orgulhoso ou mesmo melhor que alguem, muito pelo contrario, isso só me faz ser eu, e isso já me basta...
Sei que começarei a receber críticas por voltar a escrever livremente, mas aos desavisados, eu já aviso, volto mais, muito mais RESILIENTE. Não tenho mais nada a perder na vida, pois o que tenho só uma pessoa pode me tirar e mais niguém, pois ele é MAIS...
Hoje estou assim, como se ve na foto, mais gordinho, devido aos medicamentos que estava tomando, mas continuo o mesmo... JOSIMAR (ZIMA)