domingo, 11 de dezembro de 2011

E 2011 ta indo embora

Esse ano de 2011 foi um ano de muita desconstrução pra minha vida, desconsrução de valores, de amizades, de sonhos, planos, de vida etc. Como se fosse um copo de vidro que o quebramos todo para voltar ao fogo e criar uma nova peça, de preferencia de melhor qualidade, pois o vidro quando volta ao fogo ele se torna mais resistente, e mais belo.
Não foi um ano muito feliz, mas foi um ano que muitas coisas aconteceram, muitas mesmo. Voltei a fazer faculdade e dessa vez pra encerrar, ate porque ela é de graça, consegui bolsa. Deixei de lado a RCC por um tempo, fiquei mais na minha e como sempre muitos comentaram sobre mim, sobre eu estar ate namorando, quem dera... perdi alguns amigos, ganhei outros, no trabalhoas exigencias cada vez aumentam, em casa entao... e por ai vai. Não foi nada fácil, alias nao está sendo nada fácil, ate porque faltam uns 20 dias pra terminar, e em 20 dias muitas coisas ainda podems acontecer.
A única coisa que sei é que estou muito mais maduro, nao me importando tanto com as coisas ao meu redor, deixando a vida acontecer. Apesar de nao ter muita espectativa, vou seguindo minha vida, vivendo a cada instante. Nesse ano descobri que tenho um tumor benigno no ouvido que o  estou tratando, descobri que ser feliz é algo que nunca serei, por isso nao irei quebrar minha cabeça pra ser. Entre outras coisas. A solidao foi uma grande companheira. Tinha muitos planos pro ano passado, poucos realizados.
Ultimamente tenho estado bastante cético diante de muitas coisas e assim vou seguindo, correndo contra o tempo. Lutando contra as coisas que as pessoas insistem em kerer dizer ao meu respeito, já nao me incomodo com o que falam, pois sou muito mais do que insistem em difamar o que sou. Algumas pessoas tentaram amordaçar minha voz para que nao mais escrevesse em meu blog, por sentirem ameaçadas com as coisas que escrevo aqui, só que o que escrevo é sempre sobre minha vida, sobre o que acontece comigo, se isso interfere na vida delas, ai é com elas, pois em nem um momento kero atingir alguem a nao ser eu mesmo. Mas um dia entenderei porque tanta gente se incomoda tanto com minha vida, com o q digo, ou com o que faço.
Meu ano de 2011 foi um ano bem pacato, nao fiz grandes coisas, fui apenas intenso em meus momentos reservados, em minha constante solidão. Cresci muito este ano como pessoa, como alguém que busca insesantemente a calmaria, nao estar em guerra com ninguem. Por isso, entrego meu coraçaõ para que venha 2012...