sexta-feira, 29 de julho de 2011



Será que estou tao gordo assim, pra me enviarem dieta, regimes etc... a parei com a palhaçada hein rsrsrsrs

no Pit stop...

Dei-me um momento pra eu parar, pensar, refletir, beber agua, criar forças e voltar a lutar... Como eu sempre disse a uma antiga amiga(Saudades!!!): EU QUERO VIVER!!! E querer viver, pra quem sofre de depressao, entre outras coisas mais, é uma decisão que tomamos diariamente, senao acho que acabamos por desistir.
Estou vivendo meu momento Se(Talvez), a música de Djavan amado amigo... alguns ao interpretá-la, dizem ser uma proposta indecente onde o cara está doido pra ter uma noite com a namorada e a namorada vive dizendo que nao sabe se libera ou nao, como se fosse tao simples assim né, rs! mas avisando aos desajuizados que meu se/talvez nao se refere a nem um tipo de conotação sexual não... mas é algo para a vida que estou vivendo. 
Diante dos problemas, das situações e dos momentos às acabamos nos perdendo em meio a tamanhas duvidas e incertezas, ontem fui ter uma conversa séria com Deus... expor minhas situações, minhas angústias e resolvi a ser o que sou, a deixar esse lado reservado de lado (ficou prolixo), a fazer do meu mundo alternativo nao tao alternativo assim... A nao permitir que me façam como peça de quebra cabeça e quando nao precisam mais jogam fora ou deixam de lado... Estou reconquistando meus valores como pessoa interna e externamente falando.
Sempre fui uma pessoa direta, porem de poucas palavras, vivi minha adolescencia e parte da minha juventude sendo sincero, falando o que penso e isso fez-me ser respeitado até hoje, e com o tempo venho perdendo essa parte tao preciosa dentro de mim, devido as amarguras, às dores e aos sofrimentos... porém hoje paro um pouco desse meu mundo alternativo e mundo real e vou aos poucos transformá-los em um só. Por isso estou no pit stop, pra reabastecer e angariar forças pra desbravar essa vida que me leva... Nao quero ser mais e nem menos que ninguém, quero ser apenas eu... 
Sei que muitos tentaram, tentam e tentarao mudar minha vida, intrometer melhor dizendo, quererao influenciar, mas levarei minha vida com minhas pernas sem fugir de mim mesmo e muito menos dos problemas e das dificuldades. Já enfrentei muita coisa, e sei que tenho muito a enfrentar ainda... mas o me Se já é um Se com resposta, com meta, pois enfrentarei o dragao e aprenderei japones em braile...





domingo, 24 de julho de 2011

Ai como eu to bandida!!!

Esse é um jargao que esta se espalhando no meio homo, como tambem no meio hetero, por que será??? Alguns acham ridículo a forma de ser de um homossexual afeminado, como diz a Valeria Vasquez: transsexual operada. Alguns caem na gargalhada, amam o que consideram "lúdico" da situação e quando vai se deparar com a realidade parece que a vida perde um pouco da graça.
Eu parabenizo o personagem que interpreta a Valéria Vasquez pois transmite com exatidão as ações de um transsexual, as palavras, os gestos, a delicadeza e a sua falta de delicadeza, a inconstancia e tudo mais, só que as pessoas nao percebem que os gays deste tipo dentro de si tem algo muito alem de caricatura, muito alem de aparencias, muito alem de jargoes. Em nem um momento querem divertir as pessoas que estao a volta, a única coisa que tem consigo que vivem intensamente a verdade... e muitas vezes achamos graça da verdade ao invés de  pararmos e pensarmos o que estamos fazendo com essa verdade em nossas vidas.
Em tempos que estamos vivendo esse apogeu sexual onde muitos querem decidir a sexualidade do outro, como devem ou naos se comportarem diante das pessoas... eu fico assustado com a receptividade das pessoas em relaçao a tal personagem... assusto-me com tamanha aceitação, porém me questiono por que que na vida real nao é assim, por que as pessoas na vida real nao aceitam os gays, as lésbicas, os bissexuais, os trans, e ficam impodom, brigando etc... quando se é pra satisfazer egos eles servem, por que quando estamos falando na seriedade nao somos respeitados, ouvidos... Nao estou reclamando de acharem graça das atitudes da Valéria, mas seria engraçado se o teu irmao aparecesse em casa vestido como tal e dizendo que fez um cirurgia  de mudança de sexo???
São coisas que eu fico por ai pensando né... O mundo quer impor algo que ja nao tem mais imposição. Algo que ja passou por uma transformaçao interna.
Pena de quem pensa que ser homossexual é ser Valéria Vasquez, homossexualidade é muito mais complexa, se alguem um dia pensa em me ver vestido como tal, engana-se pois é algo que jamais vai acontecer, nao por preconceito, pois sei muito bem da minha sexualidade que nasci homem, e em nem um momento deixei de ser homem, e isso falo nao so por mim como por todos os outros que tem por ai. Homossexualidade é muito mais profundo que isso...
E voltando à Valeria Vasquez, o ator responsável por toda atuação e performance é o Rodrigo Sant'ana de 30 anos, e que de homo nao tem muita coisa nao, aparentemente falando, e fora que é mó filé... rsrsrsss AI COMO EU TO BANDIDA!!!

Emprestado...

As vezes é tão difícil fazer feliz quem você ama...


Então você se pega sozinho em um turbilhão de pensamentos negativos. Duvidando de que o relacionamento possa dar certo por mais tempo do que já durou, começa a sentir tudo mais distante de você e em pouco tempo o medo da troca se torna inevitável.

Nessas horas é aonde geralmente a garo...ta ou o garoto tentam chegar aos seus pais que logo notam também que algo esta errado no relacionamento dos filhos e perguntam... Aconselham... Com toda a experiência de vida que já adquiriram e mostram que isso é apenas uma fase... Algo normal que todo relacionamento sério passa, como se fossem provas de fogo; geralmente o casal supera e segue em frente, por anos, muitos anos... Outros pela vida toda. No caso da diversidade sexual, em que muitos garotos e garotas se encontram hoje em dia, o que mais faz falta é essa conversa com os pais, a falta de liberdade de chegar em quem já te amou desde pequeno e contar seus problemas, pedir um conselho que seja útil na sua relação, talvez o meio homo seja hoje essa falta de amor próprio e de apreço pelo relacionamento serio e duradouro por muitos jovens terem de tomar suas decisões sozinhos... Sem poder contar com a voz da experiência que no caso de muitos pais só se aplica aos seus outros filhos heteros.

Ver tantos jovens com a minha idade ou ate menos desistindo de seus parceiros ou parceiras por problemas mínimos, que são grandes ali na hora... Mas se tivessem uma boa conversa, um pouco de paciência e uma busca dentro de si para relembrar o que te levou a se apaixonar por aquela pessoa, tudo se resolveria. Você não é diferente do seu irmão hetero, ou do seu pai, da sua mãe, da sua Irma, do seu vizinho, portanto seu relacionamento é tão serio e merece tanto apoio quanto qualquer outro. Não tem sentido você o tratar com menos seriedade ou desistir de quem está com você.

Para que? Só para se dar ao trabalho de começar uma nova busca na qual você ira falhar novamente? E de novo... E de novo... E de novo...

Bom hoje eu acordei assim... Querendo destas coisas rsrsrsrsrsr enfim... Só não quero que meus amigos acordem tarde demais porque nós somos tão sérios quanto nossos pais, portanto nossos relacionamentos são e sempre devem ser tão sérios quanto o deles com igualdade de valores e respeito.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Morrendo aos poucos...

Nao sei muito bem como começar, tem tanta coisa na minha cabeça e no meu coração... vou expondo, só espero que o post nao fique tao enorme... mas vou indo...
Essa semana está sendo A semana(The week), pois nao sei como consegui chegar até o dia de hoje... um misto de frustração, de decepção, angústia entre outras coisas que vem e se instalam na vida da gente e parece nao kerer ir embora nem com reza brava. São tantas cobranças, tantas decepçoes, frustrações que já nem sei mais... sinto-me sufocar as emoçoes, a vida, os desejos... percebo que aos poucos tenho morrido ainda mais. Aconteceu algo "engraçado" com um conhecido que achava que fosse amigo, mas pelo que percebi é igual a todos os outros, apenas dei uma opiniao para a pessoa reverter-me pedras e pedras doloridas, e como ja estou todo sensível entao as dores sao um pouco maiores do que são. Em casa só cobrança, atras de cobrança, irmaos em pé de guerra por besteira, entro mudo e saio calado, ate porque minha opiniao de nada irá adiantar, é muito mais facil piorar do que ajudar, simplesmente por ser eu falando. Tem o lado profissional que estamos na correria, montando 2 eventos ao mesmo tempo, e a pegaçao no pé está ferrenha, pois como trabalho em outra escola que é concorrenta da escola de minha chefe, ela tem feito de tudo e mais um pouco pra eu desistir de meu bico, e fora que sou totalmente contra o partido do executivo e já percebeu isso. Essa semana foi uma semana dolorida, onde do nada me senti abandonado, deixado de lado por todos os "amigos" se é que tenho...
É uma vontade de ficar em casa no meu quarto deitado e bem kietinho sem nada dizer, simplesmente ficar ali, sem ver ninguem nem ouvir ninguem, principalmente as coisas que pode me prejudicar ainda mais.
Essa semana ainda pra ajudar teve o dia do AMIGO, um bem necessário para a alma de cada um, bem este que está em falta na minha vida. Estou cansado de tanta frustração, de querer e nao poder, de sentir e nao poder...
Cansado de ser lembrado somente quando precisam, quando há o jogo de interesses. Queria sentir-me válido, ou seja, com valor... e cada dia que passa vejo que eu tenho perdido meu valor, se é que posso dizer que tenha algum valor.
Tento rezar, mas existe dentro de mim uma insatisfaçao que ate Deus parece que esqueceu de mim, que me abandonou, se bem que olhando toda minha história sempre fui abandonado por ele, esquecido... sempre tive que me virar diante dos problemas e das situaçoes dificeis. Simplesmente to cansado... é isso... de sofrer, sofrer e sofrer... Cansado de ser tapete, cansado de tantas humilhações, cansado das exploraçoes profissionais...
Com isso, tenho percebido que tenho morrido aos poucos, cada vez mais tenho caido no precipício... Hoje conversando com um amigo disse-lhe que gostaria de nascer de novo, ou voltar la no momento da fecundação e mudar o caminho percorrido... ou entao nao keria ter a tendencia à hxh, ou nascer em outra família...
Como é difícil ser eu, como é difícil passar por tudo que passo na minha vida, e ter que sofrer tudo calado, pois se falo as pessoas pensam que estou exagerando... outros dizem que a vida é maravilhosa... pra mim nao é e nunca foi... cresci em meio a dores e sofrimentos... nao tive um pai presente e com isso a mae tambem nao pois estava trabalhando tentando trazer um sustento pra casa. Nem doente posso ficar, pois se fico doente tenho que me cuidar sozinho...Estou perdendo o pouco que tinha de esperança, de esperar... o mais engraçado é que as pessoas me acham forte, e na verdade sou tao fraco, tao sensivel e tao limitado...
Tem dias, como hoje, que a única vontade que tenho é de chorar... ficar kieto em um canto sem ninguem... em silencio...
Cansei de viver essa vida frustrante... de ser um frustrado, de nada ter, nada ser, nada poder... Isso me faz aos poucos morrer... e uma morte muito pior que a morte física...