segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Eu já...

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade...
Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

terça-feira, 22 de setembro de 2009

AntiSOCIAL...

Tem pessoas que nos define de cada forma...Hoje devo ter ouvido voce é anti-social umas 10 vezes sem exagero, se nao for mais... só porque gosto de ficar na minha, no meu canto, sem ter que me envolver muito a fundo... quando nao disse voce é reservado, sério etc. São coisas que muita das vezes nossas atitudes fazem com que as pessoas nos definem de tal modo, mas anti social, sou nao. Ate prezo para o bom relacionamento em todas as areas, setores, departamentos da vida.
Acho que o problema é porque como vivo rodeado de mulheres, é isso mesmo, mulheres... nossa deoooss, nao dá... e nao gosto de mulher, nao pelo fato da minha condiçao, mas pelo fato que nao tenho paciencia mesmo, ta bom tambem por serem mulheres, e trabalho com maioria mulher, em casa tenho mais contato com minha mae e irma, na escola soh tem eu e mais um homem na sala... ai ja viu neh... fora que mulher tem umas manias de mulher... que nao dá neh rsrssrs Mas nem por isso eu sou anti social... só nao me abordem muito incisivamente, nao fica pegando, tocando, esfregando, se aproximando etc. pra uma boa conversa com mulheres, principalmente, preciso de espaço pra respirar, pensar, etc e tem umas que meu deooos... é de ser anti social mesmo... as vezes consigo mudar de humor por causa de determinadas atitudes, como tenho sorriso sardonico, o que se torna mais facil ainda... de alegre ficar bravo em kestao de segundo...
Pela última vez: EU NAO SOU ANTI SOCIAL!!!

Chocado!!!

Estou completamente chocado!! E olha que pra eu ficar chocado... vai tempo e coisa...
Na última semana aconteceu um episódio inusitado, inesperado, indefinivel... sou um pouco exagerado em definir a situação se é que é possível definir... só quem passa por isso sabe...
Semana passada, na quarta-feira(16/09), 05 "crianças" atacaram uma outra com chutes, socos etc. fico imaginando a cena... voce acabando de sair da escola e 5 "amigos" de sala, que ao menos deveriam ser amigos, o aborda e começa a lhe dar socos, ponta pés, unhadas... gente é o cumulo isso... quando me disseram nao atentei ao grau da situação... ate parar pensar e começar a ver todo rebouliço que começou a se ter no fato, comecei a identificar a situaçao... E vejam tal fato passou em todos os jornais possiveis da TV... as vezes podem pensar que seja apenas extremismo, midiatismo ou coisa do tipo, mas não é não...
Trabalho na assessoria da educaçao de minha cidade e com isso vamos tendo acessos a alguns fatos... e como ja ouvimos na tv, nos jornais a criança vinha constantemente sendo atormentada, abordada pelos amigos por ser gago, ter problemas na dicção, imagina a situação... nao da pra imaginar neh... isso acontecia dentro da escola, dizem, nao estava la pra ver, porem... melhor nao comentar. Professores e funcionarios ja presenciaram situaçoes menos grave do que essa do dia 16, e qual a reação deles diante disso... o assunto é pra ser resolvido fora da escola e ninguem tem haver com as diferenças das crianças. COMO ASSIM??? Chocou a minha alma... claro que há situações que nao podemos interferir, mas nessa??? uma criança com problemas de dicção ser alvo de preconceitos e ninguem a defender, pra mim isso é o mesmo que apoiar o preconceito... tinham que corrigir, ensinar, comunicar os pais entre outras coisas, mas nunca permanecer callados... jamais... Será que ninguem ouviu falar de Bulling e que é crime inafiansável??? impossível né... Agora vem o pior, o que aconteceu com as 5 crianças???? nada, nao pode pois sao menores e nem pra FEBEM podem ir, com isso estao ai livremente continuando com seus atos preconceituosos, sem nem um tipo de punição, corretivo sei la o que poderiamos fazer nessa situaçao, menos permanecermos calados... Hoje vi um dos autores... desculpem dizer, mas um projétil de bandido... se com 09 anos está já assim imagina quando estiver com 18 anos... seguram suas bolsas e carteiras pois o perigo anda solto...
Isso me choca, revolta-me de tal maneira... Pois já passei por situações semelhantes, ja fui inumeras vezes quando criança abordado na escola por "amiguinhos" fortes, que se achavam os espertalhoes entre outras coisas, pessoas que não sabiam e nao sabem até hoje respeitar as diferenças humanas, e como é dificil passar por tudo isso, às vezes as pessoas pensam por que nao falam o que estao passando, por que nao poem pra fora tudo isso, simples de responder, é pelo simples fato de que nem mesmo os nossos nos respeitam pelas nossas diferenças... com esse fato as imagens de quando eu era criança tem supitado na memoria, as piadas, as risadas, as abordagem... quanta humilhação...
gostaria de ter um minuto com esse menino agredido e olhar nos olhos dele e apenas lhe dar um abraço e dizer ao pé do ouvido: Estou com voce!!! pois o sentimento que mais passa no coraçao de crianças que sofrem tais ataques é da solidao, desamparo... pois nao consegue mais superar tal situçao vivem com medo... medo de tudo....AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

EU TO CHOCADO!!!!

sábado, 19 de setembro de 2009

eu faço parte desta festa com: UMA CARTA PRA MIM


Que coisa hein, minha amiga que me apresentou este mundo "bloguístico", já completa um ano de existência... daqui uns dias eu também... e pra fazer parte desta festa, la vamos nós participar deste evento - BLOGAGEM COLETIVA - que me parece o máximo... Bom la vai a minha carta:
Ola, Bom dia Josimar
Tudo bem com você?! Bom como te conhecço bem, luto para que estejas melhor diante de toda situação adversa que tem passado... nesse ultimo ano.
Gostaria de dizer-lhe que estou contigo sempre, em todos os momentos, em todas as situações e que o amo, mesmo com seus grandes defeitos...
Essa carta que te escrevo é pra lembrar de todos os momentos que passamos juntos durante esses quase 30 anos de vida conjugada, inseparável. Sei que passamos por muitas barreiras pra chegarmos até aqui, hoje, e sabemos que iremos ainda enfrentar por muitas outras... Mas quero que saiba que aconteça o que acontecer estarei contigo em toda situação, mesmo quando eu não querer estar... fazer o que... somos inseparaveis mesmo... Quando comecei a pensar no que poderia escrever para voce, fiquei buscando tantas coisas que poderia externa aquilo que sinto por voce... ou externar os sentimentos que guardo por ti... mas vi que palavras sao tao pequenas aparentemente para demonstrar que estamos, eu e eu, juntos ate o ultimo instante. Sei que ultimamente nao tem sido nada fácil enfrentar todos os problemas que a vida tem trazido à tona sozinho, sei que gostaria de nao estar tão só como estás, mas veja bem nao estás tao só, voce tem a mim, alias temos a nós rsrs...
Quantas vezes voce quis desistir de tudo... e nao sei como... mudou seu pensar... Quantas perdas passou que parecia que arrancavam pedaços de voce... "amigos" que vinham e tiravam as preciosidades que tinha... As perdas que a vida condiciona a cada um... Mesmo que voce pense que durante todos esses anos foram mais perdas que conquista.... Até procurei uma pra citar, mas seja qual for a que eu cite, voce irá por um porem nela... entao prefiro nao citar nada...
Estava eu pensando neste último ano... último ano dos 2.*, já que ira pra 3.0 daqui uns meses, e neste ano por mais dificil que está sendo, tem algo que é louvável dizer: estás chegando a maturidade humana, tornando-se um homem maduro, não tão homem assim claro, mas homem... você me entendeu.
Foram quase 30 anos de muito sofrimento, nao sei como você conseguiu chegar até aqui, mas não importa como... o que importa é que chegou... mesmo se arrastando as vezes, lutando com a vontade de ficar na cama pro resto da vida e não ver a casa de ninguem... Mesmo diante das humilhações, das acusaçoes inúmeras que sofreu na vida toda, nas perseguições e julgamentos e principalmente nas condenaçoes que até hoje existem...Nesses 2.9s aprendi muito com voce, a ter persistencia mesmo nao querendo ter, a ter animo mesmo no desanimo, a ser alegre na tristeza e na dor... e tantas outras coisas. E falo pra você sai desse marasmo de melancolia, tristeza e solidão... á curtir a vida... como? não faço a minima ideia... Até porque as coisas passam que passam e voltam ao mesmo lugar... Não precisa pensar no cansaço que é a sua vida, mas olhe pra frente e continue... mesmo que muitos possam nao vir a acreditar em ti...
Por isso que adoto o lema pra sua vida:
Que a minha vida nunca seja notada
e a minha ausência jamais seja sentida.
Vou ficando por aqui e desejando que voltes a sonhar, a ter esperança pela vida e pelos sonhos que a vida nos vai permitindo sonhar e lutar por eles...
E saiba que de CORAÇÃO... amo voce!!!
kisses

Josimar

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

SAUDADES...


Recebi esse texto de um amigo... amigo mesmo... a gente raramente se ve, se fala, se encontra devido que com o tempo a vida foi nos direcionando para caminhos diferentes... é um amigo que amo muito, muito mesmo... e hoje criei coragem e conversei com ele sobre minha tendência, morrendo de medo de perder mais essa amizade, mas foi tao... apaixonante, sereno, suave a situaçao que nem acreditei... e ainda por cima me presenteou com este texto... lindo... por sinal... E vejo que a cada dia que passa o lema ao meus amigos a cada dia se fundamenta ainda mais... Gu... muito obrigado por sua amizade... Amo vc meu amado amigo!!!


( O verdadeiro amigo é aquele que sabe tudo sobre ti e continua sendo teu amigo...)



A DOR QUE DÓI MAIS

Trancar o dedo numa porta dói. Bater com o queixo no chão dói. Torcer o tornozelo dói. Um tapa, um soco, um pontapé, dóem. Dói bater a cabeça na quina da mesa, dói morder a língua, dói cólica, cárie e pedra no rim. Mas o que mais dói é saudade.Saudade de um irmão que mora longe. Saudade de uma cachoeira da infância. Saudade do gosto de uma fruta que não se encontra mais. Saudade do pai que já morreu. Saudade de um amigo imaginário que nunca existiu. Saudade de uma cidade. Saudade da gente mesmo, quando se tinha mais audácia e menos cabelos brancos. Dóem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida é a saudade de quem se ama. Saudade da pele, do cheiro, dos beijos. Saudade da presença, e até da ausência consentida. Você podia ficar na sala e ele no quarto, sem se verem, mas sabiam-se lá. Você podia ir para o aeroporto e ele para o dentista, mas sabiam-se onde. Você podia ficar o dia sem vê-lo, ele o dia sem vê-la, mas sabiam-se amanhã. Mas quando o amor de um acaba, ao outro sobra uma saudade que ninguém sabe como deter.
Saudade é não saber. Não saber mais se ele continua se gripando no inverno. Não saber mais se ela continua clareando o cabelo. Não saber se ele ainda usa a camisa que você deu. Não saber se ela foi na consulta com o dermatologista como prometeu. Não saber se ele tem comido frango de padaria, se ela tem assistido as aulas de inglês, se ele aprendeu a entrar na Internet, se ela aprendeu a estacionar entre dois carros, se ele continua fumando Carlton, se ela continua preferindo Pepsi, se ele continua sorrindo, se ela continua dançando, se ele continua pescando, se ela continua lhe amando.
Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas diante de uma música, não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche.
Saudade é não querer saber. Não querer saber se ele está com outra, se ela está feliz, se ele está mais magro, se ela está mais bela. Saudade é nunca mais querer saber de quem se ama, e ainda assim, doer.
(Martha Medeiros)

terça-feira, 1 de setembro de 2009

ATE´ CORTAR OS PRÓPIOS DEFEITO PODE SER PERIGSO. NUNCA SE SABE QUAL É O DEFEITO QUE SUSTENTA NOSSO EDIFÍCIO INTEIRO...